Leia também:
X Crivella: ‘Abertura começa nos próximos dias se Deus quiser’

Maia quer reunião entre os líderes pela data das eleições

Presidente da Câmara sugeriu um encontro dos "líderes das duas Casas" para definir o adiamento do pleito

Henrique Gimenes - 21/05/2020 16h37

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia Foto: Mateus Bonomi/Folhapress

Nesta quinta-feira (21), o presidente da Câmara do Deputados, Rodrigo Mais (DEM-RJ), voltou a falar sobre a possibilidade de adiar as eleições municipais este ano. Ele explicou que vai conversar com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre o assunto.

Maia considerou que o melhor seria discutir o adiamento das eleições com líderes partidários e falou em duas datas para o primeiro turno, o dia 15 de novembro e o dia 6 de dezembro.

– Todo mundo agora entrou no debate para decidir se adia ou não. Vou conversar com o presidente Davi entre hoje e o final de semana para ver qual é o melhor modelo. Talvez o melhor modelo seja uma reunião de líderes das duas Casas para que se construa uma maioria em relação à decisão de adiar e para qual período – apontou.

O presidente da Câmara também se posicionou contra a prorrogação dos mandatos devido à pandemia de coronavírus. Maia disse que não há previsão da medida na Constituição.

– Eu sou radicalmente contra [a prorrogação de mandatos]. Não tem previsão na Constituição para prorrogação de mandato. Você pode até não ter eleição, mas quem vai assumir o governo no dia 1 de janeiro ou tem previsão nas leis orgânicas municipais ou vai ser um juiz (…) Não vejo espaço na Constituição para prorrogar mandato – destacou.

Leia também1 Doria 'baixa o tom' em reunião de Bolsonaro e governadores
2 Governadores concordam com veto a reajuste de servidores
3 Covid-19: Guedes critica reajuste de servidores na crise
4 Bolsonaro sobre Rodrigo Maia: "Voltamos a namorar"
5 Médica Nise Yamaguchi vai ao Planalto pela segunda vez

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.