Leia também:
X Menina de 11 anos é estuprada por quatro adolescentes em MG

Maia promete “ajuda” a Doria na questão da vacina da Covid-19

Presidente da Câmara dos Deputados disse que é preciso "ampliar o diálogo com o presidente" Jair Bolsonaro

Henrique Gimenes - 23/10/2020 14h40 | atualizado em 23/10/2020 17h54

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o governador de São Paulo, João Doria Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Nesta sexta-feira (23), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu necessidade de se construir um diálogo com o presidente Jair Bolsonaro sobre as vacinas da Covid-19 no Brasil. Ao lado do governador de São Paulo, João Doria, Maia disse que a Câmara dos Deputados irá ajudar nesse diálogo.

As declarações foram dadas durante uma coletiva de imprensa em São Paulo. Rodrigo Maia foi ao estado após ter cancelado um encontro com Doria nessa semana. Ele explicou os motivos de sua decisão.

– Na quarta-feira, tivemos notícias de que deixei de recebê-lo por algum motivo. Mas fiquei indisposto com uma virose que peguei dos meus filhos. De forma nenhuma deixarei de recebê-lo – ressaltou.

O presidente da Câmara também falou sobre a polêmica da vacina chinesa da Covid-19 e disse que “após o entrevero dessa semana” é necessário “construir uma nova solução”. Para Maia, o importante é ter acesso às imunizações. Ele defendeu conversas com Bolsonaro.

– O importante é que a gente consiga rapidamente uma, duas, três vacinas para vacinar a população brasileira. Estamos à disposição para construir um entendimento assim que a Anvisa autorizar. Nesse momento, não será mais uma questão de ser da China, é uma questão de ter sido autorizada. Precisamos ampliar o diálogo com o presidente – destacou.

Ele ainda disse que Doria poderá contar com o apoio da Câmara na questão da vacina.

– O senhor pode contar com a Câmara, com o diálogo, vamos restabelecer o bom diálogo para que possamos construir a solução. Sem a vacina, a situação vai ficar muito complexa – afirmou.

Leia também1 Sem aval, governadores avaliam consórcio para vacina chinesa
2 Assista! Doria e Datena batem boca ao vivo: 'Você não é médico'
3 'Ninguém vai obrigar ninguém a tomar vacina', diz Bolsonaro
4 Bolsonaro cita fala da OMS contra vacinação obrigatória
5 Mourão: "Estados têm recursos e podem comprar a vacina"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.