CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Facebook atende STF e bloqueia contas fora do país

Maia chama Felipe Neto para tratar sobre PL das Fake News

Presidente Jair Bolsonaro já avisou que pode vetar o projeto caso seja aprovado na Câmara

Rafael Ramos - 01/08/2020 17h47 | atualizado em 01/08/2020 17h48

Rodrigo Maia convidou Felipe Neto para reunião na Câmara Arte: Pleno.News

Visto como uma forma de censura pelo presidente Jair Bolsonaro, o controverso projeto de lei contra as fake news pode ter sua análise acelerada na Câmara dos Deputados. Neste sábado (1º), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, convidou o youtuber Felipe Neto para conversar sobre a chamada lei da censura.

Neto tem sido alvo de críticas nas redes sociais por sua postura contra Bolsonaro e famílias mais conservadoras já se mobilizaram em repúdio ao conteúdo do rapaz, que abriu processo contra a apresentadora Antonia Fontenelle, depois que ela apontou incitações à pedofilia em vídeos gravados por ele e por seu irmão Luccas Neto.

Maia mandou mensagem ao youtuber pelo Twitter Foto: Reprodução

Em meio a toda essa polêmica, até mesmo Luciano Huck e Xuxa entraram na lista do cancelamento virtual após saírem em defesa do youtuber. Maia, que parece ter resolvido ir contra a tag #TodosContraFelipeNeto, disse que o criador de conteúdo vem sendo alvo de ataques covardes.

– Felipe Neto, a covardia é a virtude dos fracos. Esses ataques só reforçam o caráter daqueles que são incapazes de vencer um debate com argumentos e com respeito. Por tudo que você tem sofrido nesses dias, nós vamos acelerar o projeto de combate às fake news e te convido para uma reunião na próxima semana para discutir e melhorar o PL que está na Câmara. Convite feito.

Neto agradeceu o apoio do presidente da Câmara dos Deputados Foto: Reprodução

Em menos de 20 minutos após o convite, Felipe aceitou a proposta e agradeceu o apoio prestado pelo presidente da Câmara. Entretanto, os dois se esquecem de que o presidente Jair Bolsonaro já afirmou que tem poder para vetar o projeto.

– Muita gente fala em democracia da boca para fora, mas aprova projetos que cerceiam a liberdade de imprensa. Não podemos admitir isso. Eu duvido qual cidadão no Brasil é mais criticado na internet do que eu. Apelidos e um monte de coisas. Se eu me sentir prejudicado, posso entrar na Justiça. Agora, jamais vou querer censurar a mídia para me proteger – comentou o chefe do Executivo em uma live realizada no início do mês.

Leia também1 Facebook atende STF e bloqueia contas fora do país
2 Donald Trump anuncia que vai banir o TikTok dos EUA
3 STF: Allan mostra documentos de "golpe contra Bolsonaro"
4 Autor de vídeo sobre censura a direitistas faz desabafo
5 Web se revolta com censura e acusa: #STFVergonhaMundial

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo