Leia também:
X Envolvimento de pai e filho em morte de família perde força

Lula troca chefias regionais da PF e da PRF em diversos estados

Dispensas constam no Diário Oficial da União

Thamirys Andrade - 19/01/2023 10h09 | atualizado em 19/01/2023 10h44

Luiz Inácio Lula da Silva Foto: EFE/André Borges

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) exonerou os comandantes e superintendentes regionais da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal (PF) em todo o país. A decisão consta no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (19).

As alterações na PRF ocorreram em 25 estados. São eles: Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Bahia, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Alagoas, Pará, Minas Gerais, Paraíba, Amapá, Acre, Mato Grosso, Amazonas, Goiás, Roraima, Tocantins, Sergipe, Rio Grande do Norte, Rondônia, Ceará, Maranhão, Espírito Santo e Pernambuco.

Já na PF, foram afastados comandantes de 18 unidades federativas: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Goiás, Maranhão, Sergipe, Pernambuco, Mato Grosso, Paraíba, Tocantins, Alagoas, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Pará e Amazonas.

A relação do chefe do Executivo com a PRF começou a se deteriorar ainda durante as eleições de 2022, quando a corporação realizou blitz em estradas, especialmente no Nordeste; o que, supostamente, teria atrapalhado eleitores de irem até as zonas de votação.

Lula não fez mudanças apenas na polícia, mas também dispensou 40 militares que coordenavam a administração do Palácio da Alvorada, em Brasília, na última terça-feira (17). A decisão atinge oficiais de patentes mais baixas como soldados, cabos e sargentos. Também houve dispensas na Granja do Torto e no GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

Leia também1 Salário mínimo fica em R$ 1.302 ao menos até maio, diz ministro
2 Lula critica BC independente e fala da taxa de juros e inflação
3 Fabiano Contarato é escolhido como líder do PT no Senado
4 Lula é contra CPI para investigar manifestações em Brasília
5 Site oficial do governo chama de golpe o impeachment de Dilma

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.