Leia também:
X Dois ministros terão cargo com salário anual de até R$ 1 milhão

Lula prima por relação pessoal e confiança para indicação ao STF

Presidente vai priorizar alguém com quem tenha absoluta liberdade

Marcos Melo - 27/08/2023 17h34 | atualizado em 28/08/2023 11h32

Sessão solene de posse do novo ministro da Corte, Cristiano Zanin, no Supremo Tribunal Federal (STF) Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Lula terá de indicar um novo nome para compor a vacância produzida pela aposentadoria compulsória da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), que ocorrerá no fim de setembro.

Segundo a coluna de Malu Gaspar, do jornal O Globo, interlocutores próximos ao presidente disseram que a primeira-dama, Janja da Silva, é feminista e influencia o petista a indicar uma mulher para a mais alta Corte do país. O gênero não seria fator determinante para a predileção.

A pressão nos bastidores aumentou muito quanto ao critério para o novo nome em razão dos votos proferidos pelo ministro Cristiano Zanin, recém-indicado por Lula ao STF. O mais novo magistrado do tribunal ostenta notável desalinho ideológico com o PT; o que preocupa, principalmente, a ala mais radical da legenda.

De acordo com a colunista, dentre tantos nomes sugeridos e aventados nos corredores de Brasília, o quesito principal para a indicação será ter relação pessoal com o presidente Lula e, mais ainda, ter relação de confiança com o chefe do Executivo.

– Lula não vai escolher alguém com quem tenha cerimônia – diz um amigo.

Leia também1 Felipe Neto sobre Zanin: "Lula indicou conservador para o STF"
2 Descriminalização da maconha: Voto de Zanin irrita a esquerda
3 Com voto de Zanin, STF tem maioria para diferenciar usuário e traficante
4 Zanin sofre ataques nas redes por votar contra pauta LGBTQIA+
5 Cármen Lúcia abre sua residência para Randolfe, Gilmar e Zanin

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.