Lula não se entrega e pode ter prisão preventiva decretada

Juiz Sergio Moro pode expedir mandado de prisão a qualquer momento

Pleno.News - 06/04/2018 17h03

Terminado o prazo dado pelo juiz Sergio Moro para se entregar, às 17h desta sexta-feira (6), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não se apresentou às autoridades. A partir de agora, Moro poderá decretar, a qualquer momento, a prisão preventiva do petista. Lula permaneceu no prédio do Instituto Lula, em São Paulo, onde está desde que sua prisão foi decretada, nesta quinta-feira (5).

Lula não se entregou no prazo dado por Sergio Moro Foto: Agência Brasil

Neste caso, Lula não tem mais direito a um eventual benefício caso o Supremo Tribunal Federal mude o entendimento sobre prisão após condenação em segunda instância em casos futuros.

O petista teve a prisão decretada nesta quinta-feira (5), depois que todos os recursos para conseguir habeas corpus foram negados.

Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão de forma unânime por três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4. Ele foi sentenciado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso que ficou conhecido como “tríplex do Guarujá”.

LEIA TAMBÉM+ Lula pode ser o 6º presidente do Brasil a ser preso. Veja lista!
+ STJ nega pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula
+ 'Provem e irei a pé' e outras frases marcantes de Lula