Leia também:
X Jair Bolsonaro se emociona com pergunta feita por jovem cristã

Lula ignora indulto a Silveira e mantém silêncio sobre o caso

Desde o anúncio do perdão, ex-presidente fez dezenas de postagens, mas nenhuma relacionada ao parlamentar

Thamirys Andrade - 24/04/2022 12h01 | atualizado em 25/04/2022 12h29

Lula Foto: EFE/Mario Guzmán

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se mantém em silêncio sobre o indulto da graça concedido ao deputado federal Daniel Silveira (PTB). Desde a última quinta-feira (21), as redes sociais do petista não registraram nem um comentário sobre o perdão concedido pelo presidente Jair Bolsonaro ao parlamentar.

Segundo informações do Poder 360, o petista tem evitado confronto direto com seu maior rival nas urnas.

Desde o anúncio de Bolsonaro, Lula fez 25 novas postagens. Foram 11 no Telegram, 9 no Twitter e 5 no Instagram. Mas nenhum dos conteúdos estava relacionado ao perdão a Silveira.

Entre os assuntos comentados por Lula, está a campanha para que jovens tirem o título de eleitor, o pleito presidencial francês, o aniversário de Mano Brown e o investimento em universidades.

Lula também trocou sua foto de perfil por uma mais “rejuvenescida”. Na nova imagem, ele aparece com óculos do modelo juliet. Ele ainda anunciou na legenda que em breve estará presente em novas plataformas de mídia.

– Pediram para dar uma rejuvenescida nas redes. Nova foto de perfil. Tiktok e Kwai em breve – escreveu o ex-presidente.

DANIEL SILVEIRA
Nesta quarta-feira (20) o parlamentar foi condenado por dez votos a pena de oito anos e nove meses de prisão. O único a votar a favor de Silveira foi o primeiro indicado de Bolsonaro ao Supremo, ministro Kassio Nunes.

Formalmente, Silveira foi acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de coação no curso do processo (artigo 344 do Código Penal), incitação à animosidade entre as Forças Armadas e o Supremo e tentativa de impedir o livre exercício dos Poderes da União (artigos 18 e 23 da Lei de Segurança Nacional – Lei 7.170/1973).

Em reviravolta, na quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que concederia o instituto da graça ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). O chefe do Executivo comunicou sua decisão por meio de uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

– Um decreto que vai ser cumprido. É uma notícia de extrema importância para a nossa democracia e à nossa liberdade. É um documento que eu comecei a trabalhar desde ontem, quando foi anunciada a prisão de oito anos e dez meses [nove meses] ao deputado federal Daniel Silveira – declarou o presidente.

Leia também1 Heleno: Desrespeitar indulto provocaria insegurança jurídica
2 Dilma Rousseff critica sanções econômicas contra a Rússia
3 Novo plano de marketing de Lula deve custar R$ 44,5 milhões
4 Ao STF, diretor-geral da PF nega interferência na corporação
5 Bolsonaro indica Otoni de Paula para vice-liderança na Câmara

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.