Leia também:
X Homem é preso suspeito de dopar e estuprar a própria filha

Lula diz que eleger deputados é mais importante que presidente

Ex-chefe do Executivo deu declaração durante entrevista coletiva nesta terça-feira

Paulo Moura - 26/04/2022 15h19 | atualizado em 26/04/2022 16h01

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: EFE/EPA/Mohammed Badra

O ex-presidente Lula (PT) declarou, nesta terça-feira (26), que considera mais importante o voto em deputados que pensem ideologicamente igual ao presidente da República do que no próprio chefe do Executivo. A declaração do petista ocorreu durante uma entrevista coletiva.

– Não adianta votar no presidente da República, se não votar em uma quantidade de deputados que pensam ideologicamente igual ao presidente para fazer as mudanças que se necessita – disse.

Lula prosseguiu a entrevista defendendo que o eleitor preste atenção ao parlamentar que escolherá. O ex-presidente declarou que essa seria uma forma de melhorar o voto.

– Vamos ter que mostrar para o povo brasileiro: “Pelo amor de Deus, presta atenção no deputado que você vai votar. Veja se esse deputado tem compromisso com você. Faça um documento e peça para esse deputado assinar”. E ele se compromete. É assim que a gente melhora o voto – completou.

Durante a entrevista, Lula ainda atacou o presidente Jair Bolsonaro ao dizer que o atual líder “não tem força nenhuma”.

– Nem o orçamento, que é uma coisa que o presidente tem que executar, ele executa. Quem executa é o presidente da Câmara, quem executa é o presidente do Senado. E ele vive de favor – apontou.

Leia também1 Lula: "Evangélico tem que saber que ele já foi melhor tratado"
2 Governo lança consulta e avalia interessados em Rádio e TV
3 Aliados do governo relatam salto recorde de seguidores no Twitter
4 Tornozeleira de Silveira está desligada desde a Páscoa
5 Psolista questiona filantropia de Elon Musk e é contrariada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.