Leia também:
X Advogado de Lula tem encontro com ex-presidente Michel Temer

Lula “culpa” Bolsonaro por morte de jovem congolês no Rio

Petista afirmou que morte Moïse Kabagambe é "resultado de um país que está sendo governado por um fascista"

Paulo Moura - 03/02/2022 13h41 | atualizado em 03/02/2022 15h11

Lula culpou indiretamente o governo de Jair Bolsonaro pela morte de congolês Foto: Reprodução/Twitter

O ex-presidente Lula (PT) culpou, de forma indireta, o governo do presidente Jair Bolsonaro pela morte do congolês Moïse Kabagambe, brutalmente espancado no último dia 24 de janeiro, em um quiosque no Rio de Janeiro. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o petista afirmou que o crime foi “resultado de um país que está sendo governado por um fascista”.

– Isso [o crime] é resultado de um país que está sendo governado por um fascista e por muitos milicianos. Na verdade, uma parte da bandidagem está governando este país – disse.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Carlos Jordy (@carlosjordy)

Após a declaração, diversos políticos repudiaram a associação feita por Lula. Nas redes sociais, o deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) afirmou que “só um psicopata” poderia politizar a morte brutal do congolês Moïse.

– Lula culpa o presidente Bolsonaro pelo assassinato do congolês Moïse, espancado num quiosque da Barra da Tijuca. Só um psicopata poderia querer utilizar uma morte terrível como essa com fins políticos – escreveu.

Leia também1 Cineasta da animação Rio fará filme com Iemanjá e heróis
2 Soldados não vacinados serão dispensados do Exército dos EUA
3 Marco Aurélio afirma que STF deveria respeitar a Presidência
4 Bolsonaro chega a Porto Velho para agenda com Pedro Castillo
5 Deputados querem inserir Olavo de Carvalho no Livro dos Heróis

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.