Leia também:
X Homem que usou pix errado da Globo em imóvel devolve o valor

Lula: Campanha conclui que não alcançará Bolsonaro nas redes

Para auxiliares do ex-presidente, não é possível superar aparato digital do atual presidente até as eleições

Pleno.News - 11/05/2022 15h36 | atualizado em 11/05/2022 16h45

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: EFE/EPA/Mohammed Badra

O forte engajamento do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas redes sociais é a maior preocupação do novo núcleo de comunicação da campanha do ex-presidente Lula (PT). Para os auxiliares do petista, não é possível superar o aparato digital do atual líder no Planalto a tempo das eleições, que ocorrem no mês de outubro. As informações são do colunista do portal Metrópoles, Guilherme Amado.

O diagnóstico foi feito durante reunião nesta segunda-feira (9) com o deputado Rui Falcão e o prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva. Os dois trabalharão na estratégia de comunicação da campanha ao lado do marqueteiro Sidônio Palmeira.

Bolsonaro é o presidenciável com maior influência nas redes sociais, com 19,8 milhões de seguidores no Instagram, 14,5 milhões no Facebook e 1,3 milhão no Telegram.

A avaliação da campanha petista é de que Lula precisará contar com influenciadores e artistas para ganhar mais espaço no ambiente digital. Eles ainda esperam contar com a militância para compartilhar os conteúdos do partido.

Falcão e Silva esperam debater o assunto com os demais líderes de comunicação dos outros diretórios estaduais em reunião a ser marcada em breve.

Leia também1 STF julga se servidor pai solteiro pode tirar licença-maternidade de 180 dias
2 Visita de Lula em Juiz de Fora é marcada por atos pró-Bolsonaro
3 Para PGE, não houve campanha antecipada em motociata
4 STJ elege nomes para Bolsonaro escolher dois novos ministros para a Corte
5 Pesquisa mostra que eleitores de Bolsonaro são os mais convictos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.