Leia também:
X PGR acusa Moraes de violar sistema acusatório em inquérito

Luiz Fux: Sistema eleitoral é dos mais confiáveis do mundo

Presidente do Supremo reiterou desejo por eleições sem incidentes e com respeito entre adversários

Gabriel Mansur - 01/08/2022 16h48 | atualizado em 01/08/2022 18h00

Ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal Foto: STF/Nelson Jr

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, declarou nesta segunda-feira (1º), na reabertura do semestre após um mês de recesso da Corte, “que o sistema eleitoral brasileiro é um dos mais confiáveis e eficientes do mundo”.

A declaração ocorre num momento marcado pelo atrito entre o presidente Jair Bolsonaro e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Nas últimas semanas, o chefe do Executivo, com suporte de apoiadores, vem questionando a confiabilidade das urnas eletrônicas e das eleições brasileiras.

– Felizmente, nossa democracia conta com um dos sistemas eleitorais mais eficientes, confiáveis e modernos de todo o mundo, (…) uma Justiça Eleitoral transparente, compreensível e aberta a todos aqueles que desejam contribuir positivamente para a lisura do prélio eleitoral – declarou Fux.

Ainda no discurso desta segunda, Fux disse, em nome da Corte, que espera que os candidatos respeitem os adversários nas eleições deste ano e que o pleito transcorra com paz e sem incidentes.

– O Supremo Tribunal Federal anseia que todos os candidatos aos cargos eletivos respeitem os seus adversários, que efetivamente não são seus inimigos. Confia na civilidade dos debates e, principalmente, na paz, que nos permita encerrar o ciclo de 2022 sem incidentes – completou.

Na última sessão do primeiro semestre, o presidente do tribunal já havia dito que as decisões tomadas pelo STF garantiram a segurança jurídica das eleições.

– Nesse contexto de pluralidade e de interdependência, a prosperidade do nosso Brasil, seja qual for o resultado das urnas, exige que, ao longo de todo esse processo, sejamos capazes de exercer e de inspirar nos nossos concidadãos os valores do respeito e do diálogo – concluiu.

A presidência de Fux está com os dias contados. Isso porque a ministra Rosa Weber deverá ser eleita neste ano a nova presidente do tribunal, enquanto o ministro Luís Roberto Barroso é o mais cotado para ser vice. A eleição deve ocorrer na próxima semana, e a posse de Rosa Weber está marcada para 12 de setembro.

Leia também1 Saiba quem são os dois indicados por Jair Bolsonaro para o STJ
2 Lista de candidatos à Presidência cresce para 11 nomes. Confira!
3 Mourão chama manifesto pró-urnas de "pânico injustificado”
4 Justiça do RJ condena Frederick Wassef a indenizar Jean Wyllys
5 PGR pede prisão domiciliar para homem que criticou o Supremo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.