Leia também:
X STJ irá gastar R$ 53 milhões com segurança e escolta de ministros

Ludhmila Hajjar participou de estudo polêmico com cloroquina

Nome da médica aparece em análise que utilizou doses do medicamento até quatro vezes acima do recomendado

Paulo Moura - 15/03/2021 11h31 | atualizado em 15/03/2021 12h15

Ludhmila Hajjar Foto: Reprodução

O nome da cardiologista Ludhmila Abrahão Hajjar ganhou as páginas de jornais e sites neste domingo (14), após ser cogitada como uma possível substituta do atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Apesar de parecer desconhecida, Ludhmila é vista com frequência na TV e na internet e já participou até de um estudo polêmico envolvendo superdosagem de difosfato de cloroquina (CQ).

Realizado no Hospital Delphina Aziz, em Manaus, capital do Amazonas, a análise resultou em 11 mortes e precisou ser paralisado. Publicada em uma plataforma chamada medRxiv, onde são inseridos artigos que não chegaram a passar pelo crivo de uma revista científica, a pesquisa foi feita com 81 pacientes do centro de atendimento para pacientes com coronavírus em Manaus.

Segundo o estudo, que pode ser consultado aqui, a dose utilizada foi entre 900 mg e 1.200 mg por dia, número três vezes superior ao recomendado. Além da superdose, na época o estudo foi questionado por alguns especialistas pelo fato do medicamento usado ter sido o difosfato de cloroquina (CQ), versão menos segura e mais tóxica que a hidroxicloroquina (HCQ).

Ludhmila participou de estudo que teve superdosagem de cloroquina Foto: Reprodução

Ludhmila Hajjar apareceu entre os especialistas que assinaram o projeto. Entre eles, alguns destacadamente apoiadores de políticos de esquerda e críticos ferrenhos do governo do presidente Jair Bolsonaro, como divulgado pelo Pleno.News na época em que a polêmica sobre projeto ganhou repercussão.

Leia também1 Ludhmila não deve ser a nova ministra da Saúde, diz jornal
2 Ludhmila perde preferência após Bolsonaro descobrir áudio
3 Pazuello: "Não estou doente, sigo até o presidente pedir o cargo"
4 Bolsonaro se reúne com médica cotada para substituir Pazuello
5 Confira os nomes cotados para substituir o ministro Pazuello

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.