Leia também:
X Homem que denunciou suposta propina é PM e tem 37 processos

Lira diz que não analisará agora “superpedido” de impeachment

Presidente da Câmara disse que vai aguardar apurações realizadas pela CPI da Covid antes de decidir destino da solicitação

Pleno.News - 01/07/2021 08h16 | atualizado em 01/07/2021 09h29

Lira rejeitou analisar superpedido de impeachment neste momento Foto: Câmara dos Deputados/Pablo Valadares

O superpedido de impeachment protocolado na Câmara dos Deputados por opositores do governo do presidente Jair Bolsonaro, na quarta-feira (30), deve ficar parado. É o que garante o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), que disse a jornalistas que não pretende analisar o documento neste momento e que vai aguardar a apuração da CPI da Covid.

– Não será feito agora, né. Tem que esperar. O que houve nesse superpedido? Uma compilação de tudo o que já existia nos outros, e esses depoimentos quem tem que apurar é a CPI. É para isso que ela existe. Então, ao final dela, a gente se posiciona aqui porque, na realidade, impeachment, como ação política, a gente não faz com discurso, a gente faz com materialidade – disse Lira.

Com 46 assinaturas, o documento é assinado por deputados de oposição, centro-direita e ex-apoiadores de Bolsonaro, como Joice Hasselmann (PSL-SP), Kim Kataguiri (DEM-SP) e Alexandre Frota (PSDB-SP).

O texto foi elaborado pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) e tem como signatários, além dos parlamentares, entidades representativas e personalidades. Os autores apontaram supostos 23 crimes que teriam sido cometidos por Bolsonaro desde que ele assumiu a Presidência da República.

Questionado se vai rejeitar o pedido, Lira disse que há ainda outros 120 requerimentos na fila. Ao final da conversa, o presidente da Câmara, que sempre se colocou contra a instalação de uma CPI neste momento, fez um comentário ironizando o trabalho dos senadores.

– Vou esperar a CPI, [que] está fazendo um belíssimo trabalho, bem imparcial – completou Lira.

*Com informações AE

Leia também1 Homem que denunciou suposta propina é PM e tem 37 processos
2 Barroso, Moraes e Fachin montam 'artilharia pesada' contra voto impresso
3 Pastor debocha de decisão sobre CBF e sugere 24 ministros no STF
4 Weber autoriza silêncio a sócio de empresa que intermediou contrato da Covaxin
5 EUA: Atleta trans de 13 anos vai à Justiça por competição escolar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.