Leia também:
X Alcolumbre vê prisão do primo como uma retaliação do Planalto

Lira diz que Bolsonaro ‘vai pagar’ se falar sem base científica

Presidente da Câmara quer pautar PL do PCdoB contra fake news

Pierre Borges - 25/10/2021 14h56 | atualizado em 25/10/2021 15h18

Presidente da Câmara, Arthur Lira
Presidente da Câmara, Arthur Lira Foto: PR/Alan Santos

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, afirmou nesta segunda-feira (25) que o presidente Jair Bolsonaro irá “pagar” por ter relacionado vacinas contra Covid-19 à Aids, caso a fala dele não tenha base científica.

– Se não tiver nenhuma base científica para isso, ele vai pagar pela declaração – disse Lira em evento do setor sucroalcooleiro.

Na última de suas tradicionais lives de quinta-feira nas redes sociais, na semana passada, Bolsonaro divulgou uma notícia associando a vacina contra a Covid-19 à Aids, doença transmitida pelo vírus HIV. O episódio culminou na primeira exclusão de uma live de Bolsonaro por parte do Facebook. O Instagram também removeu o conteúdo.

Lira afirmou que esse é “mais um motivo para acelerar na Câmara o grupo que trata de gestão dos meios eletrônicos com relação a fake news”. O presidente da Câmara disse que se reuniu na semana passada com o relator do projeto de lei das fake news, deputado Orlando Silva, do PCdoB, e garantiu que voltará a tratar do assunto em breve.

Lira acredita que a proposta definirá “um regramento, principalmente nas bases de veículos de comunicação como Facebook, Instagram, Twitter, e todos os meios necessários para a contenção de matérias como essa”.

Na manhã desta segunda, Bolsonaro responsabilizou a imprensa pela notícia divulgada.

Leia também1 PF queima mais de 80 mil pés de maconha em terras indígenas
2 Ministro Paulo Guedes volta a falar em privatizar a Petrobras
3 Aluno é assassinado a tiros durante aula da autoescola
4 Moraes dá 24h para presídio esclarecer estado de Jefferson
5 Câmara de Guarulhos suspende servidores que não se vacinaram

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.