Leia também:
X Homem mata ex-namorada e esconde corpo na geladeira

Lindbergh é o 1º beneficiado após decisão do STF

Ex-senador teve inquérito enviado para Justiça Eleitoral

Henrique Gimenes - 19/03/2019 17h45 | atualizado em 19/03/2019 18h04

Ex-senador Lindbergh Farias Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Nesta terça-feira (19), a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) enviou um inquérito contra o ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ) para a Justiça Eleitoral. A determinação vai ao encontro de uma decisão do plenário para que crimes comuns associados a crimes eleitorais sejam julgados pela Justiça Eleitoral.

A decisão foi por quatro votos a zero, já que a ministra Cármen Lúcia está em um evento na Itália. O ex-parlamentar é investigado por corrupção, suspeito de ter recebido um total de R$ 4,5 milhões da Odebrecht como caixa dois. Os valores teriam sido pagos em 2008 e 2010.

Na sessão, os ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes ainda votaram por dar um prazo de 60 dias para a Procuradoria-Geral da República (PGR) decidir se apresenta denúncia contra Lindbergh. Celso de Mello e Edson Fachin não se manifestaram, então, a questão só será decidida após o retorno de Cármen Lúcia.

Leia também1 Ministro ironiza protestos contra STF: "Podem espernear"
2 Usuários do Twitter pedem impeachment de Gilmar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.