Leia também:
X Na CPI, Teich diz que saiu do governo por falta de autonomia

Líder do governo no Senado passa a integrar a CPI da Covid

Fernando Bezerra substituirá Zequinha Marinho como membro suplente do colegiado

Paulo Moura - 05/05/2021 14h54 | atualizado em 05/05/2021 15h37

Senador Fernando Bezerra Coelho Foto: Agência Senado/Pedro França

O senador Fernando Bezerra (MDB-PE), líder do governo federal no Senado, substituirá Zequinha Marinho (PSC-PA) como membro suplente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 e será mais um nome da base governista a fazer parte do colegiado. A troca foi informada pelo senador Marcos Rogério (DEM-RO) nesta quarta-feira (5) e já consta no sistema da Casa.

Segundo Rogério, Zequinha estava na vaga do DEM, e a troca contou com a absoluta concordância do senador. Apesar de não integrar oficialmente o colegiado, Bezerra já vinha participando das reuniões do colegiado desde a instalação na semana passada.

Com a mudança, o governo passa a ter quatro parlamentares apoiadores na formação da CPI. Bezerra soma-se a Rogério, Jorginho Mello (PL-SC), Ciro Nogueira (PP-PI) e Eduardo Girão (Podemos-CE). Com a desvantagem numérica, o governo vinha sendo pressionado, e a postura de alguns membros vinha sendo criticada internamente.

Instalada no dia 27 de abril, a CPI da Covid-19 começou a ouvir depoimentos dos envolvidos na condução da pandemia na terça-feira (4), quando o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta foi interrogado por cerca de sete horas. Na quarta-feira (5), o também ex-chefe da pasta Nelson Teich foi ouvido pela comissão.

Além de Mandetta e Teich, os outros dois ocupantes do cargo durante a gestão Bolsonaro, Eduardo Pazuello e Marcelo Queiroga, também devem passar pelas sessões do colegiado.

Leia também1 Na CPI, Teich diz que saiu do governo por falta de autonomia
2 Assista agora! Nelson Teich é ouvido pela CPI da Pandemia
3 CPI da Covid ouve nesta quarta-feira o ex-ministro Nelson Teich
4 Eduardo Girão questiona Mandetta: “Erro ou hipocrisia?”
5 Faria sobre Mandetta: 'Dizia para procurar hospital quando estivesse sentido falta de ar'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.