Leia também:
X Esquecido, site da prefeitura de SP expõe pornografia e nazismo

Legado petista: Cuba e Venezuela devem R$ 3,5 bilhões ao Brasil

Empréstimos foram feitos pelo BNDES nos governos do PT

Pierre Borges - 04/08/2021 16h48 | atualizado em 14/10/2021 15h51

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Divulgação/PT/Ricardo Stuckert

Devido a empréstimos feitos durante os governos petistas de Lula e Dilma, a dívida de Cuba e da Venezuela com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já atinge a marca de R$ 3.539 bilhões.

O levantamento do R7 revelou que os empréstimos tinham a justificativa de abrir oportunidades para empresas brasileiras e, na época, eles custaram R$ 10,9 bilhões, usados para financiar obras nos países socialistas. Entretanto, foram favorecidas apenas as construtoras envolvidas em esquemas de corrupção, além dos próprios países aliados de Lula e Dilma.

De acordo com a publicação, o programa foi criado em 1998, mas 88% dos valores foram pagos entre 2007 e 2015. Ao todo, foram financiadas obras em 15 países, sendo Cuba o país que recebeu o maior prazo para o pagamento (25 anos na obra do Porto de Mariel). Já a Venezuela recebeu a menor taxa de juros: apenas 1,2%.

Apesar das facilidades ofertadas, em 2018 o BNDES precisou acionar o seguro do FGE (Fundo de Garantia à Exportação), após ser constatada uma inadimplência nos pagamentos devidos pelos dois países. De acordo com o banco, Cuba tem 13 prestações de pagamento atrasadas, além de outras 140 que foram indenizadas pelo seguro, por não terem sido pagas nem mesmo com tentativa de acordo. Dos R$ 3,4 bilhões que Cuba recebeu, R$ 2,3 bilhões ainda não foram pagos ao Brasil.

Já a Venezuela, recebeu R$ 7,8 bilhões dos cofres brasileiros, mas R$ 1,2 bilhão ainda não foi pago. 510 prestações do empréstimo foram indenizadas pelo seguro, mas há 42 novas parcelas atrasadas que ainda devem ser indenizadas.

Leia também1 Esquecido, site da prefeitura de SP expõe pornografia e nazismo
2 Por 9 votos, Nunes Marques é eleito ministro substituto do TSE
3 Fontenelle revela não ter tomado vacina: "Medo de morrer"
4 Aziz sugere desafiar hackers a invadir urna eletrônica
5 Durante a CPI, Randolfe aciona polícia e expulsa deputado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.