Kátia Abreu pede que Deltan saia do comando da Lava Jato

Senadora alega que pedido seria por "interesse público"

Pleno.News - 09/10/2019 15h10

Senadora Katia Abreu pede retirada de Deltan Dallagnol da Lava Jato Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Alegando agir para proteger a Lava Jato, a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) protocolou no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) um pedido de remoção do procurador Deltan Dallagnol da coordenação da força-tarefa de Curitiba (PR).

Na peça, a senadora explora o revés imposto pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a ele com a proibição de um fundo da Lava Jato com dinheiro recuperado da Petrobras e os questionamentos à remuneração obtida por Deltan ao longo da operação com a realização de palestras.

Kátia pede que o procurador seja alvo de uma “remoção por interesse público”.

– Cumpre desde logo esclarecer que o presente pedido de remoção por interesse público não representa um ato de hostilidade à operação Lava Jato, mas sim uma medida que busca atender ao interesse público e conferir credibilidade à persecução penal conduzida pela força-tarefa – diz a representação.

A representação de Kátia Abreu não cita as mensagens hackeadas que foram vazadas pelo The Intercept Brasil, mas lista as representações das quais Deltan é alvo no CNMP para indicar que há questionamentos à sua atuação.

*Folhapress

LEIA TAMBÉM+ Deltan avalia posicionamento de Janot sobre Gilmar Mendes
+ Toffoli diz que, sem STF, não haveria combate à corrupção
+ Em carta, Lula desafia a Lava Jato e recusa semiaberto


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo