Leia também:
X MPF-RJ questiona Forças Armadas sobre o 7 de Setembro, no Rio

Justiça manda Malafaia apagar post críticos a Vera Magalhães

Jornalista decidiu ir à Justiça após o pastar falar que ela ganhava R$ 500 mil por ano do governo de SP

Henrique Gimenes - 02/09/2022 20h31 | atualizado em 02/09/2022 21h11

Pastor Silas Malafaia Foto: Reprodução / Youtube

Nesta sexta-feira (2), a Justiça de São Paulo determinou que o pastor Silas Malafaia exclua, de suas redes sociais, oito publicações com críticas à jornalista Vera Magalhães. Em uma delas, o pastor afirmou que a jornalista recebia R$ 500 mil por ano da fundação sustentada pelo governo” de São Paulo para promover ataques contra o governo federal.

As críticas ocorreram após o debate eleitoral do último domingo (28), quando Vera fez uma pergunta ao candidato Ciro Gomes (PDT) sobre a questão das vacinas contra a Covid-19 no Brasil. Na ocasião, ela escolheu Bolsonaro (PL) para comentar a pergunta e associou o presidente a notícias falsas sobre o imunizante.

Depois do episódio, Malafaia passou a criticar a jornalista em suas redes sociais, o que levou Vera Magalhães a acionar a Justiça.

De acordo com o portal Uol, ao analisar o pedido de vera, a 21ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo apontou que “há “prova indicativa de publicações com conteúdo falso e ofensivo à honra da autora”.

A juíza Carolina de Mattos Bertoldo ressaltou ainda que, “o réu, pessoa pública, deve agir com responsabilidade ao utilizar as redes sociais, abstendo-se de publicar notícias falsas”.

Ela, no entanto, negou pedido apresentada pela defesa de Vera para que Malafaia se retrate imediatamente e destacou “a exclusão das publicações já basta para afastar o perigo de dano à honra da autora”.

A decisão pode ser vista aqui.

Leia também1 Sete de Setembro: Localização de ministros do STF ficará em sigilo
2 Safadão se manifesta sobre suposta rixa com Gusttavo Lima
3 Lula gasta nove vezes mais do que Bolsonaro em publicidade
4 Jovem ganha R$ 1 bilhão após ter pai reconhecido pela Justiça
5 Saiba quem vai compor "serviço secreto" criado por Moraes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.