Leia também:
X Meirelles: Reforma ministerial ajudará na Previdência

Justiça do DF condena Renan Calheiros a perder mandato

Senador também foi condenado a ter seus direitos políticos suspensos por 8 anos por improbidade administrativa

Henrique Gimenes - 18/11/2017 12h06

Justiá em 1ª condena senador Renan Calheiros a perder seu mandato e ter seus diretos políticos suspensos Foto: AGPT/Lula Marques

A 14ª Vara Federal de Brasília decidiu condenar o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) a perder seu mandato parlamentar e ter seus direitos políticos suspensos por oito anos. A decisão do juiz Waldemar Carvalho, em 1ª instância, é pela prática de improbidade administrativa. As informações foram divulgadas pelo portal Uol na noite desta sexta-feira (17).

O senador ainda pode recorrer da decisão. O condenamento se dá por “enriquecimento ilícito” e “vantagem patrimonial indevida”. O processo é relacionado ao caso de pagamento de pensão alimentícia a um filho que Renan Calheiros teve fora de seu casamento.

Em 2007, a jornalista Mônica Veloso disse que o senador pagava a pensão alimentícia do filho que teve com ela usando dinheiro obtido de um lobista. Renan Calheiros, na época presidente do Senado, renunciou ao cargo e escapou de ter seu mandato cassado pelo plenário. O episódio teria gerado duas ações judiciais, uma por improbidade administrativa e outra pela uso de documento falso, falsidade ideológica e peculato, que foi enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Em nota, o senador afirmou que “a decisão do juiz de primeira instância causa surpresa”. Ele disse ainda que vai “recorrer com serenidade a quem cabe a palavra final”.

LEIA TAMBÉM
+ Meirelles: Reforma ministerial ajudará na Previdência
+ MEC quer proibir criação de cursos de medicina por 5 anos

 

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.