Julgamento no TSE mantém Rosinha Garotinho inelegível

Ex-prefeita de Campos teve cassação confirmada pela Corte eleitoral

Pleno.News - 11/09/2019 08h03

A ex-governadora Rosinha Garotinho ficará inelegível Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou, após julgamento nesta terça-feira (10), a cassação da ex-prefeita de Campos dos Goytacazes (RJ), Rosinha Garotinho, por abuso de poder político. Por conta da decisão, a mulher do ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, ficará inelegível por oito anos.

Rosinha teve o mandato cassado em 2016 pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-RJ) por abuso e uso indevido de meios de comunicação na eleição de 2012. Segundo a Justiça Eleitoral, o Ministério Público argumentou que a publicidade institucional da prefeitura teria propagado obras efetuadas pela administração municipal como se fossem realizações pessoais de Rosinha Garotinho, com o único objetivo de promover sua reeleição ao cargo.

Quando o TRE-RJ cassou o mandato de Rosinha Garotinho, a prefeitura afirmou que a acusação de matérias não institucionais no site da prefeitura não era válida e não teria o objetivo de influenciar no resultado.

Rosinha e Anthony Garotinho foram presos no último dia 3, por suspeita de participação em um esquema de superfaturamento de contratos assinados entre a prefeitura de Campos dos Goytacazes e a empreiteira Odebrecht.


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo