Leia também:
X ‘Brasil vive, hoje, caçada a ideias conservadoras’, aponta Girão

Juiz anula prisão de ex-diretor da Saúde pela CPI da Covid

Prisão havia sido decretada por Omar Aziz

Monique Mello - 20/08/2021 12h56 | atualizado em 20/08/2021 13h51

Defesa de Roberto Dias acusou senador Omar Aziz de ter sido abusivo Foto: EFE/Agência Senado/Waldemir Barreto

O juiz Francisco Codevila, da 15ª Vara Federal de Brasília, decidiu anular a prisão do ex-diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, determinada pelo presidente da CPI da Covid, Omar Aziz, em 7 de julho.

Na ocasião, Aziz decretou a prisão do ex-servidor, acusando-o de perjúrio. Após ter sido preso, Roberto Dias pagou fiança de R$ 1,1 mil e foi solto na mesma noite. Na decisão assinada nesta sexta-feira (20), o magistrado também determinou a restituição do valor a Dias.

– Apesar de formalmente qualificado como testemunha e sujeito, em tese, às penas do perjúrio, o flagranteado foi efetivamente tratado, na condução do seu depoimento, como investigado, tanto assim que a CPI já dispunha de material decorrente da quebra de sigilo telemático para confrontá-lo em seu depoimento, inexistindo, portanto, obrigação de responder às perguntas que lhe foram dirigidas – escreveu o juiz na decisão.

O advogado de Dias, Marcelo Sedlmayer Jorge, comentou a decisão.

– O judiciário não iria fechar os olhos e tolerar os excessos de ilegalidade e abusos de autoridade que vêm sendo praticados pelo presidente da CPI. Portanto, não haveria outro caminho, e finalmente foi decretada a nulidade da prisão e [dado] um basta aos poderes daquela Comissão – disse.

 

Leia também1 Aziz perde a paciência na CPI: “Tudo agora é não me toque”
2 Senador revela: CPI tem 'medo' de convocar general Braga Netto
3 Justiça manda Eduardo deletar posts ligando Aziz à pedofilia
4 CPI da Covid: Advogado da Precisa se torna investigado
5 'Brasil vive, hoje, caçada a ideias conservadoras', aponta Girão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.