Leia também:
X Bolsonaro “desafia” Moraes a prendê-lo por questionar o processo eleitoral

José de Abreu deixa Twitter após decisão do STF: “Censura prévia”

Supremo manteve condenação do ator por acusar hospital de forjar facada em Bolsonaro

Thamirys Andrade - 16/04/2022 17h46 | atualizado em 16/04/2022 18h03

Jose de Abreu chega para o ultimo capitulo de Joia Raia
José de Abreu Foto: AgNews

O ator José de Abreu desativou sua conta no Twitter, nesta sexta-feira (16), como protesto contra decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte manteve a condenação do artista a indenizar o Hospital Albert Einstein em R$ 20 mil, após ele acusar a instituição de “arquitetar” com o Estado de Israel a facada contra o presidente Jair Bolsonaro, em 2018.

Ao anunciar sua saída da rede social, ele alegou ser vítima de “censura prévia”.

– Adeus, Twitter! Liberdade, abre as asas sobre nós. Depois do STF aceitar censura prévia sobre meus posts, com multa pecuniária “para servir de exemplo para o futuro”, contrariando a Constituição, desisti da plataforma. Foi bom enquanto durou – escreveu.

Em entrevista à Revista Fórum, ele classificou a decisão do STF como “inconstitucional”.

– A Justiça disse que a multa fixada tinha funções “compensatória e inibitória”. Quer dizer, eles queriam que eu pagasse para que eu me inibisse de me manifestar. Isso é inconstitucional. A peça do Luiz Badim, meu advogado, é uma obra-prima do Direito, mas não deu certo – assinalou.

O ator foi condenado em primeira instância no ano de 2019, pela juíza Claudia Carneiro Calbucci Renaux, da 7ª Vara Cível de São Paulo. Ele decidiu, então, recorrer à instância superior dentro do Tribunal de Justiça. Após derrotas consecutivas, ele levou o caso ao STF e ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Por unanimidade, a primeira turma do Supremo manteve a decisão de Renaux, mas Abreu ainda pode recorrer. O processo também passará pelo STJ.

Leia também1 Governo marcará reunião com representante do WhatsApp
2 WhatsApp anuncia recurso de grupo com milhares de usuários
3 Bolsonaro sobre acordo do TSE e WhatsApp: "Não será cumprido"
4 Bilionário Elon Musk faz oferta para comprar 100% do Twitter
5 Um dos principais acionistas do Twitter rejeita proposta de Musk

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.