Joice fala como candidata a prefeita de SP e alfineta Doria

Deputada lembrou que governador abandonou o mandato de prefeito para disputar cargo atual

Pleno.News - 17/08/2019 19h02

A deputada Joice Hasselmann pede a cassação de Glauber Braga, do PSOL Foto: Agência Brasil/José Cruz

Em evento do PSL em Barueri, na Grande São Paulo, sem outras estrelas da sigla, a deputada federal Joice Hasselmann discursou como pré-candidata da sigla a prefeita de São Paulo em 2020, neste sábado (17), sob aclamação de militantes que participavam de mutirão para atrair novos filiados.

A parlamentar alfinetou o governador João Doria (PSDB), a quem se referiu como amigo. Lembrou que ele abandonou o mandato de prefeito para disputar o governo e o criticou por ter deixado “um cavalo de Troia” no posto, seu então vice Bruno Covas (PSDB).

– São Paulo precisa de muito mais. São Paulo ainda não foi um caso de sucesso. Ficou aqui tropeçando, aos trancos e barrancos. Vem [Fernando] Haddad pra lá, o outro pra lá, aí o outro vai embora no meio do caminho – falou Joice, sem mencionar o nome de Doria.

Depois, em entrevista a jornalistas, ela disse que o governador “deixou essa herança, que é o Bruno, cavalo de Troia”.

– Ninguém votou no Bruno. E eu gosto do Bruno. É um cara bacana, gente boa, gente fina, festeiro, gosta de academia, tudo. Mas minha mãe também é bacana, e nem por isso serve para ser prefeita. O João é meu amigo, acho que ele é uma figura muito bacana, excepcional, mas errou no vice. Errou muito feio.

O encontro partidário ocorreu em um salão de eventos decorado com fotos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do dirigente nacional da legenda, deputado Luciano Bivar (PE). Na entrada foram inflados dois bonecos gigantes com o rosto deles.

NOVOS FILIADOS
O Partido Social Liberal promoveu neste sábado mutirões em todo o país para inscrever novos filiados. De acordo com a sigla, a meta é atingir a marca de 500 mil membros até outubro deste ano e 1 milhão até outubro de 2020.

O evento em Barueri foi divulgado como o lançamento no estado da campanha nacional, mas não contou com nenhum representante da direção do PSL paulista. O deputado Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente, é o atual chefe estadual da legenda, mas deve deixar o posto para assumir a embaixada do Brasil em Washington.

A assessoria da legenda divulgou que, para o ato deste sábado em Barueri, haviam sido convidados os dez deputados federais por São Paulo e os 15 da bancada estadual.

*Folhapress

LEIA TAMBÉM+ Parecer do Senado: Indicação de Eduardo é nepotismo
+ Comitiva de Toffoli a Israel recebeu R$ 108 mil em diárias
+ Bolsonaro marca presença em evento militar no RJ


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo