Leia também:
X Diária de Bolsonaro em hotel de luxo no Catar é cortesia do sheik

Doria lança jingle para prévias: ‘Doria disparou’, e vira piada

Tucano comprou os direitos de um hit de forró chamado "O Homem Disparou"

Monique Mello - 17/11/2021 14h19 | atualizado em 17/11/2021 15h31

“Doria disparou” é o jingle de campanha do governador tucano Foto: Reprodução/Twitter

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comprou os direitos da música O Homem Disparou para incrementar sua campanha, na reta final das prévias do PSDB. O hit, da banda pernambucana Vilões do Forró, ficou popular nas eleições municipais de 2020.

Os direitos de execução da música também estão garantidos para o tucano nas eleições 2022, impedindo que outro candidato a utilize.

Na letra original, é dito que um candidato “querido e atencioso” disparou em popularidade entre os eleitores. Mas a equipe de Doria fez algumas mudanças na letra, como, por exemplo, na frase “tamo junto, negada”, que virou “tamo junto, tucanada”.

Um vídeo com o jingle foi publicado nas redes sociais e mostra vários memes. O rosto de Doria aparece no Sonic, no Pelé, no Superman e até em um foguete. Eduardo Leite, oponente de Doria nas prévias tucanas, também aparece na peça. Leite é representado como o personagem Coiote que sempre tenta alcançar o Papa-Léguas, mas sem sucesso. O Papa-Léguas, neste caso, é João Dória.

As prévias do PSDB serão realizadas em 21 de novembro de 2021 a fim de selecionar o candidato do partido que disputará a eleição presidencial no Brasil em 2022.

Leia também1 Trégua? Leite e Doria combinam encontro: 'Prepara café pra mim'
2 Possível fraude no aplicativo de votação agrava briga de tucanos
3 Jair Bolsonaro: Tarcísio aceitou discutir candidatura em SP
4 Senado encerra apurações sobre rachadinha de Alcolumbre
5 Diária de Bolsonaro em hotel de luxo no Catar é cortesia do sheik

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.