Leia também:
X Moraes é interrompido em sessão, e Cármen Lúcia o defende

Janaina Paschoal se sente traída por Geraldo Alckmin: “Facada”

Deputada expressou sua frustração com aliança entre ex-tucano e Lula

Thamirys Andrade - 06/04/2022 14h01 | atualizado em 06/04/2022 15h32

Deputada Janaina Paschoal Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A deputada estadual Janaina Paschoal (PRTB-SP) admitiu se sentir traída pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) devido à decisão do ex-tucano de se aliançar ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A parlamentar sente como se tivesse levado “uma facada” e avalia que grande parte dos eleitores de Alckmin compartilham de sua indignação.

– Aquele eleitor que se sente de direita está revoltado com o Alckmin. Eu sinto como uma facada, porque votei no Alckmin várias vezes e acho que ele traiu a confiança de todas pessoas que acreditaram nele como uma alternativa ao PT. Ele não estimula ninguém a votar nele, não tem energia ali. Mas as pessoas votavam nele contra o PT – declarou Janaina durante sua participação no UOL News, nesta quarta-feira (6).

Paschoal considera, contudo, que Alckmin vá ajudar a inibir o radicalismo de Lula, flexibilizando um pouco a imagem do petista.

– Essa movimentação do Lula mostra a habilidade da esquerda, o que a direita não tem. Enquanto Lula busca moderação para a imagem, Bolsonaro vai buscar um general mais duro do que o atual vice-presidente. No lugar de flexibilizar, Bolsonaro endurece – criticou, embora já tenha declarado que votará no atual chefe do Executivo.

Para Janaina, Alckmin ajudará Lula a angariar votos entre pessoas que “não são de direita, mas têm vergonha de ser de esquerda”. Para ela, esse grupo de eleitores é “tipicamente PSDB”.

Leia também1 Empresários saem preocupados de jantar com Gleisi
2 STF desmente fala atribuída a Luís Barroso sobre Bolsonaro
3 Podemos planeja cobrar União Brasil por despesas com Moro
4 Bolsonaro diz que vai mandar vídeo do Lula para Putin
5 União Brasil seria contrário à candidatura de Moro ao Senado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.