Leia também:
X Queiroga: Doria faz ‘palanque’ com vacinas do governo federal

Jair Bolsonaro volta a criticar lockdowns e lembra Araraquara

Em entrevista à Rádio Uirapuru, do Ceará, o presidente ainda afirmou que perdeu "o comando" do combate à pandemia devido ao STF

Pleno.News - 14/01/2022 16h27 | atualizado em 14/01/2022 17h10

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

Nesta sexta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar medidas de lockdown em cidades do Brasil e citou como exemplo Araraquara, no interior de São Paulo. Durante entrevista à Rádio Uirapuru, do Ceará, ele disparou críticas contra o prefeito do município, Edinho Silva (PT).

As medidas de lockdown foram adotadas pela cidade entre 21 de fevereiro e 2 de março de 2021. O prefeito de Araraquara também determinou um novo lockdown em maio do ano passado.

Ao criticar a medida, Bolsonaro disse que Edinho Silva fez “barbaridades”.

– O prefeito fez barbaridades, botou a guarda municipal para patrulhar as ruas todas, mantendo o povo dentro de casa – apontou.

O presidente também falou que a população de Araraquara chegou a passar fome.

– Se não é o presidente da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), coronel da Polícia Militar de São Paulo, socorrer com comboio de alimento a cidade, o pessoal tinha morrido de fome. Lá, inclusive, o pessoal comeu cães e gatos, porque não tinha o que comer – ressaltou.

Durante a entrevista, Bolsonaro também voltou a repetir que perdeu “o comando” do combate à pandemia devido a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

– Perdi o comando da pandemia dado a uma decisão do Supremo Tribunal Federal. Disseram que quem tinha que tomar conta disso era o respectivo governador e prefeito. A mim, cabia apenas recursos e meios – destacou.

Leia também1 Bolsonaro: "O que mais pesa do preço da gasolina é o ICMS"
2 Bolsonaro 'avisa' MST: 'É melhor invadir antes do excludente de ilicitude'
3 Bolsonaro volta a apontar fraude nas eleições de 2018
4 Flávia Arruda afirma que tirou licença para descanso com filhas
5 Justiça dá 5 dias para governo explicar liberação de voos na classe executiva

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.