Leia também:
X Comentarista responde Luciano Huck: “Bolsonaro é o VAR”

Jair Bolsonaro se emociona com pergunta feita por jovem cristã

Presidente lembrou da facada que sofreu em 2018 ao responder sobre a maior experiência que teve com Jesus

Paulo Moura - 24/04/2022 11h10 | atualizado em 25/04/2022 11h49

Presidente Jair Bolsonaro fala com jovens influenciadores em encontro Foto: Reprodução/Instagram Felipe Barros

Na última quinta-feira (21), enquanto recebeu um grupo de cerca de 40 influenciadores digitais evangélicos no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro se emocionou com uma pergunta feita a ele por uma jovem cristã e relembrou da facada que sofreu durante a campanha presidencial de 2018.

Durante o encontro, uma das participantes perguntou a Bolsonaro qual tinha sido a maior experiência dele com Jesus. Emocionado, o presidente escreveu “2018” em um papel, fazendo referência ao ano da última eleição presidencial, quando ele foi vítima de um atentado durante um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Filipe Barros (@filipebarrosoficial)

Na sequência, Bolsonaro passou a narrar os momentos pelos quais passou logo depois da facada que sofreu. Em um primeiro momento, de acordo com ele, a intenção era continuar o ato de campanha. O líder também contou como conheceu o cirurgião Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, que o atende desde então.

Em seguida, o presidente lembrou que seu único medo diante do ocorrido era que a filha, Laura, ficasse órfã de pai. Na época, Laura estava com 7 anos de idade e completaria 8 em outubro, mês seguinte ao da facada que o pai sofreu.

– Eu pedia a Deus que a minha filha não ficasse órfã – disse ele, bastante emocionado.

Bolsonaro ainda ressaltou que a decisão de conceder indulto ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) era por sua filha. No evento, que aconteceu antes de o presidente editar a medida, o líder não chegou a dizer que concederia o indulto, mas a referência foi entendida posteriormente após ele dizer que os presentes na reunião “saberiam daqui a pouco”.

– Se o Brasil continuar nessa crescente de desmando, de autoritarismo, não por parte do Executivo, o que vai sobrar para vocês? – completou.

Leia também1 Dilma Rousseff critica sanções econômicas contra a Rússia
2 Comentarista responde Luciano Huck: “Bolsonaro é o VAR”
3 Novo plano de marketing de Lula deve custar R$ 44,5 milhões
4 No Airbnb, triplex do Guarujá ficará disponível por R$ 49,90
5 Ex-paquita: "Vejo intolerância grande da parte de esquerdistas"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.