Leia também:
X Papa Francisco envia carta em solidariedade ao pai de Henry

‘Itamaraty agia sob comando da Saúde, não de Bolsonaro’

Ernesto Araújo diz que não havia um "documento oficial" do governo federal com instruções acerca da pandemia

Pleno.News - 18/05/2021 12h32 | atualizado em 18/05/2021 13h08

Ernesto Araújo presta depoimento na CPI da Covid Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Nesta terça-feira (18), em depoimento à CPI da Covid, o ex-chanceler Ernesto Araújo disse que não havia um “documento único” com orientações para medidas de combate à pandemia e frisou diversas vezes que o Itamaraty agia sob os comandos do Ministério da Saúde, de onde surgiam as orientações.

– [O papel] era de facilitar importação, facilitar trâmites, apoio a negociação de vacinas, mas não tenho conhecimento de plano único – disse Araújo nesta terça-feira (18) em respostas ao relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL).

O ex-ministro das Relações Exteriores também disse não ter recebido instruções diretas do presidente Jair Bolsonaro sobre a implantação da política de combate à pandemia.

– O fato de não ter havido um documento, [uma] orientação geral, não quer dizer que tenha havido improviso – respondeu Araújo, que disse não se lembrar de divergências entre o Itamaraty e a Presidência.

– Me reunia uma vez por semana com o presidente. Tive vários encontros com Mandetta, Teich e Pazuello – disse Araújo, numa referência a ex-ministros da Saúde.

O ex-chanceler afirmou também que sua saída do cargo de titular do Itamaraty não se deu pela sua atuação frente às negociações para compra de vacinas. Segundo Araújo, sua demissão esteve relacionada a dificuldades de relacionamento, principalmente com o Senado.

– Diante disso, [o] presidente pediu que eu colocasse o cargo à disposição – afirmou Araújo.

*Estadão

Leia também1 Ernesto Araújo diz que 'nunca promoveu atrito com a China'
2 Senador pede saída de Calheiros da relatoria da CPI da Covid
3 Diretor da ANTT, Weber Ciloni, renuncia ao cargo e é exonerado
4 Para evitar voto impresso, STF já discute reação à mudança
5 Censura! Instagram exclui perfil de humor "Laurinha Opressora"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.