Leia também:
X PF realiza buscas em oito estados contra fraudes no auxílio

Insumo para 14 milhões de doses da CoronaVac desembarca em SP

Novo lote é a maior remessa de matérias-primas do imunizante até o momento

Thamirys Andrade - 04/03/2021 09h57 | atualizado em 04/03/2021 10h12

Insumo para 14 milhões de doses da Coronavac chega a São Paulo
Fármaco será produzido em solo nacional pelo Instituto Butantan Foto: Divulgação | Governo de SP

A maior das remessas de insumos para a CoronaVac desembarcou nesta quinta-feira (4) em São Paulo. O novo lote com 8,2 milhões de litros de matéria-prima permitirá a produção de 14 milhões de doses do imunizante em solo nacional. O carregamento deixou Pequim em voo comercial e chegou ao Aeroporto Internacional de Garulhos por volta das 6 horas da manhã.

O material foi recebido pelo governador João Doria, pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, e pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn.

– O que mais precisamos é de vacinas, não apenas a do Butantan, mas de outras também – disse o governador na ocasião.

– Nós estamos entrando nas duas mais graves semanas da Covid-19. Estamos à beira do colapso em todo Brasil. Só há uma salvação além dos cuidados do uso de máscara e não aglomerações: são as vacinas. São Paulo e Butantan estão cumprindo o seu papel fornecendo 100 milhões de vacinas – completou Doria.

De acordo com ele, até o fim de março 21 milhões de doses da CoronaVac serão entregues ao Ministério da Saúde. Até o momento, o Butantan já enviou 14.445 milhões de doses para a pasta.

Leia também1 Rio decreta que restaurantes e bares terão que fechar às 17h
2 Bolsonaro: "Se STF 'deixar', tenho plano pronto para pandemia"
3 Butantan entrega mais 900 mil doses de CoronaVac ao governo
4 Tribunal dá sinal verde para Florianópolis contratar leitos
5 Governo de MG determina toque de recolher em parte do estado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.