Leia também:
X Bombeiros alertam: Barragens na Bahia estão em nível crítico

INSS prorroga prazo, e prova de vida poderá ser feita até julho

Norma anterior previa o bloqueio dos pagamentos a partir de janeiro de 2022

Pleno.News - 28/12/2021 16h06 | atualizado em 28/12/2021 16h23

INSS prorroga prazo, e aposentado terá até julho para fazer prova de vida Foto: Agência Brasil

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prorrogou mais uma vez a suspensão do bloqueio de aposentadorias por ausência de prova de vida. A Portaria está publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (28) e altera as datas definidas em ato anterior para início do bloqueio dos pagamentos, em caso de não realização da prova de vida.

Segundo a nova Portaria, o segurado ou beneficiário do INSS só passará a ter o benefício suspenso a partir de julho de 2022, em caso de ausência de comprovação de vida no mês de aniversário do titular do benefício. A norma anterior previa o bloqueio a partir de janeiro de 2022.

A prova de vida deverá ser realizada em qualquer órgão pagador da instituição financeira responsável pelo pagamento do benefício no mês de aniversário do titular do benefício.

– A partir de julho de 2022, em caso de ausência de comprovação de vida no mês de aniversário do titular do benefício, os créditos mensais da segunda e da terceira competências subsequentes serão encaminhados à rede pagadora com marca de bloqueio, inclusive para aqueles com mês de aniversário de janeiro a junho de 2022 – diz o artigo 6º da Portaria desta terça-feira.

Os titulares de benefícios cujo vencimento da última comprovação de vida for até a competência dezembro de 2021 deverão realizá-la de forma escalonada, antes da data de início de bloqueio, de acordo com cronograma divulgado junto com a portaria.

Segundo o INSS, cerca de 36 milhões de beneficiários devem realizar a prova de vida anualmente para continuar a receber seus benefícios.

Desde março de 2020, em razão da pandemia da Covid-19, o INSS continuou a realizar os pagamentos, sem bloqueio, suspensão ou cessação do benefício no caso de não realização da prova de vida.

*AE

Leia também1 Alvo do TCU, Moro diz: 'Trabalhei honestamente no setor privado'
2 SC: Bolsonaro faz passeio de jet ski e conversa com apoiadores
3 BA: Rui Costa 'reclama' de pouca verba liberada por Bolsonaro
4 Secom divulga ações do governo federal em regiões da Bahia
5 Doria pretende vacinar crianças "com ou sem aval do Ministério"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.