Leia também:
X Amazonas: Helicóptero do Ibama é incendiado em aeroclube

Igreja Universal explica por que cristão não pode ser de esquerda

Bispo Renato Cardoso listou cinco contradições entre o cristianismo e os ideais da esquerda

Pleno.News - 24/01/2022 17h10 | atualizado em 24/01/2022 17h36

bispo Renato Cardoso
Bispo Renato Cardoso Foto: Reprodução / Youtube

Diante da aproximação das eleições de 2022, a Igreja Universal publicou um artigo em que enumera cinco razões por que o cristianismo e a esquerda não são compatíveis. O texto é assinado pelo bispo Renato Cardoso, genro do bispo Edir Macedo.

No primeiro ponto, o líder evangélico aborda a temática da família e argumenta que, para o cristianismo, o pilar da sociedade está “em lares em harmonia”.

– A esquerda prega contra o casamento convencional e incentiva questões como a liberdade do uso de drogas que causam mal individual e social e desestruturam as famílias. Com a sociedade doente, os esquerdistas podem posar de “defensores da liberdade” para ganhar votos. Eles destroem a rede de apoio familiar para “salvar” o povo usando um assistencialismo manipulador – assinala o bispo.

Em seguida, Cardoso aponta regimes autoritários de esquerda que, historicamente, vêm reprimindo a fé e o povo cristão.

– A esquerda gosta de mentir que luta contra a ditadura, mas o marxismo, base do esquerdismo, produziu historicamente as maiores ditaduras que oprimiram o povo. Elas perseguiram e perseguem o cristianismo até hoje. China e Coreia do Norte são exemplos de países esquerdistas que não permitem nem mesmo que existam templos cristãos – acrescentou.

O bispo também salienta que o princípio filosófico do marxismo está no “materialismo dialético que, antes de tudo, nega a existência de Deus”.

– O princípio básico do cristianismo é a existência de Deus e a entrega a Ele, por meio do sacrifício de Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo, pelos seres humanos. Essa entrega, se for real e mantida vigilantemente, resulta inevitavelmente na qualidade de vida individual, familiar e social – prossegue.

O líder cristão também pontuou os significados bíblicos envolvendo os lados esquerdo e direito.

– Na Bíblia, estar do lado direito é identificado como um lugar especial, de honra, do próprio Deus. Quando o Senhor Jesus fala de “ovelhas e bodes”, põe as primeiras à direita e os segundos à esquerda (Mateus 25:31-34). Outra confirmação do que diz o Salvador está em Eclesiastes 10:2: “O coração do sábio está à sua direita, mas o coração do tolo está à sua esquerda”.

Por fim, o bispo aborda a relevância da unidade.

– A Bíblia mostra que a humanidade pode ser unida quando se submete ao Criador, que é o mesmo para todos, e aos Seus preceitos, que sempre nos levam ao que é melhor para todos. A esquerda destaca a diferença para incentivar a briga entre as pessoas, apesar de pregar falsamente que é a favor das diferenças. Ela precisa do conflito para se manter, numa estratégia de “dividir para conquistar”, pois é mais fácil para ela manipular pequenos fragmentos do que tentar o mesmo com um grupo único, grande e forte – completou Cardoso.

Ao finalizar suas reflexões, o líder cristão afirmou que pessoas que votam em candidatos e partidos de esquerda “não seguem realmente os ensinamentos do cristianismo, ou os seguem e ainda não entenderam o que a esquerda é verdadeiramente”.

Leia também1 André Valadão diz que 'não tem como' cristão ser comunista
2 Grupo MK anuncia nova edição do grande evento Louvorzão 93
3 Após ser adiado, Troféu Gerando Salvação já tem nova data
4 9 formas de aliviar os sintomas de ansiedade no dia a dia
5 Bispo diz que homossexualidade é "pecado mortal" e se desculpa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.