Leia também:
X Sem braços, bailarina brasileira emociona jurados internacionais

Ibaneis diz que Exército impediu remoção de acampamento

Em depoimento à PF, governador afastado do DF culpou Exército, Torres e governo Lula por atos radicais

Marcos Melo - 13/01/2023 17h31 | atualizado em 13/01/2023 18h23

Ibaneis Rocha Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

O governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), prestou depoimento voluntariamente à Polícia Federal (PF), nesta sexta-feira (13), por volta das 11h. Ele se eximiu de qualquer participação nas manifestações radicais, no Distrito Federal, no último domingo (8). Ibaneis atribuiu culpa aos eventos ao Exército, ao ex-secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, e ao governo Lula (PT) pelos atos extremistas.

De acordo com a CNN, Ibaneis relatou que teria determinado a retirada do acampamento dos manifestantes, em frente ao Quartel-General do Exército, em Brasília, no dia 29 de dezembro, mas o Exército teria obstruído essa operação. Ele ainda afirmou, em depoimento, que o governo Lula estava ciente desse embaraço.

O governador afastado declarou que era de responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública tratar diretamente com o Exército e a Abin e apenas enviar relatórios para ele.

Leia também1 Moraes manda investigar Torres, Ibaneis e mais 2 por atos no DF
2 Ibaneis presta depoimento na sede da Polícia Federal no DF
3 Moraes afastou Ibaneis sem pedido de órgãos investigadores
4 Por 9 a 2, STF mantém Ibaneis afastado do governo do DF
5 André Mendonça vota contra afastar Ibaneis e prender Torres

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.