Leia também:
X Menino morre após inalar meio vidro de desodorante aerossol

Henkel reage após Bonner dizer que Lula não deve nada à Justiça

Comentarista se manifestou por meio das redes sociais

Pleno.News - 26/08/2022 15h41 | atualizado em 26/08/2022 15h55

Ana Paula Henkel Foto: Reprodução/Jovem Pan

Na noite desta quinta-feira (25), a comentarista da Jovem Pan, Ana Paula Henkel, usou as redes sociais para criticar uma declaração do jornalista William Bonner durante sabatina ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Jornal Nacional, da Rede Globo. Ao questionar o petista a respeito de como ele combateria casos de corrupção, o âncora do JN citou que o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a condenação do caso do tríplex, além de outras condenações, e falou que, portanto, Lula “não deve nada à Justiça”.

– O Supremo Tribunal Federal lhe deu razão, considerou o então juiz Sergio Moro parcial, anulou a condenação do caso do tríplex e anulou também outras condenações por ter considerado a vara de Curitiba incompetente. Portanto, o senhor não deve nada à Justiça. Mas, houve corrupção na Petrobras e, segundo a Justiça, com pagamentos a executivos da empresa a políticos de partidos como o PT, como o então PMDB e o PP. Candidato, como o é que senhor vai convencer os eleitores de que esses escândalos não vão se repetir? – quis saber Bonner.

Henkel não apenas criticou a fala de Bonner, mas também lembrou do que a colega de trabalho dele, Renata Vasconcelos, disse durante a sabatina do presidente Jair Bolsonaro (PL), na última segunda-feira (22). Na ocasião, Renata disse que a orientação, durante a pandemia da Covid-19, era “fique em casa no pico da pandemia” e “fique em casa, se puder”.

– Depois de “Fique em casa, se puder”, agora temos “O senhor não deve nada à justiça.” – reagiu Ana Paula Henkel, no Twitter.

Outros apoiadores do governo Bolsonaro criticaram a postura que William e Renata adotaram na sabatina de Lula. O ministro das Comunicações, Fábio Faria, usou as redes sociais para apontar que “faltou” Bonner dizer que “Lula foi inocentado”.

Filipe Martins, assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, disse que a “entrevista começou com uma mentira”. Segundo o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, o episódio foi um “vexame do Bonner”.

Leia também1 Lula foi "treinado" por Chico Pinheiro para entrevista no JN
2 Jair Bolsonaro sobre debate da Band: "Devo ir no domingo"
3 Bolsonaro ironiza errata de Bonner em sabatina com Lula
4 Bolsonaro questiona proibição de celular na cabine de votação
5 No JN, Lula diz que foi o "melhor presidente da história do Brasil"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.