Hans River será chamado de novo para CPMI das Fake News

Ex-funcionário de empresa de marketing digital afirmou que fez campanha virtual para o PT

Paulo Moura - 14/02/2020 08h28

Hans River do Rio fala à CPMI das Fake News Foto: Agência Senado/Jane de Araújo

Um dos personagens mais polêmicos da CPMI das Fake News deve voltar a dar explicações para a comissão parlamentar em breve. Pelo menos é isso que pretende fazer o senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da comissão, que deseja convocar novamente o ex-funcionário da Yacows, prestadora de serviços de marketing digital, para que ele explique como funcionava os disparos em massa de propaganda nas eleições de 2018.

No pedido, o parlamentar diz querer que Hans comprove todo o conteúdo do depoimento que ele deu na última terça-feira (11), quando afirmou que fez campanha virtual para o PT e negou ter enviado notícias falsas e ofensas contra os adversários do presidente Jair Bolsonaro.

Outro declaração polêmica de River na sessão de terça, foi quando ele afirmou que a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de São Paulo, fez insinuações para ele. A testemunha declarou que a jornalista queria fazer sexo em troca de informações sobre a campanha do presidente Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM+ Hans River revela disparos em massa para Fernando Haddad
+ Marcos Mion processa Theo Becker por difamação e injúria
+ É fake! Roubo de celular não foi "legalizado" pelo STF


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo