Leia também:
X Mãe de sequestrador fica em estado de choque na delegacia

Haddad diz que foi condenado por algo que não cometeu

Petista diz que delator mentiu sobre ele

Ana Luiza Menezes - 20/08/2019 19h52

Fernando Haddad é acusado de editar decreto em favor de doadores de campanha Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O ex-prefeito e ex-candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, se pronunciou sobre a decisão da Justiça Eleitoral, que o condenou pelo crime de caixa dois durante a campanha municipal de 2012.

A sentença foi dada pelo juiz Francisco Carlos Inouye Shintate, que determinou pena de quatro anos e seis meses de reclusão em regime semiaberto, e “18 dias-multa, cada um no valor de 1 salário-mínimo vigente na época do fato.

Segundo a Folha de S.Paulo, o petista comentou a decisão.

– Levei quatro anos da minha vida para provar que o Ricardo Pessoa [ex-presidente da UTC] havia mentido na delação dele. O juiz afastou essa acusação. E o que ele fez? Me condenou por algo de que não fui acusado.

O caso que apura a denúncia, lançada pelo empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC. Em sua delação, ele afirmou que a empreiteira havia destinado recursos não contabilizados pela campanha de Haddad à Prefeitura de São Paulo em 2012.

-Segundo o ex-prefeito, o juiz reconhece na decisão que não há como condená-lo pela suspeita lançada por Pessoa.

– Todas as testemunhas que escalamos mostram que a acusação do delator era falsa – argumentou.

A defesa de Fernando Haddad vai recorrer. Segundo seus advogados, a sentença é nula por tratar de suspeitas que não estavam na acusação.

*Com informações da Folhapress/Daniela Lima

Leia também1 Haddad é condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por caixa 2
2 Bolsonaro diz que mídia fez 'covardia' com avó de Michelle
3 Eduardo diz que indicação para embaixada está mantida

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.