Leia também:
X Internado em UTI do Rio, David Miranda segue em estado grave

Hacker deixa sites da Prefeitura do Rio fora do ar pelo 3º dia

Ataque de hackers é investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática

Gabriel Mansur - 17/08/2022 16h47 | atualizado em 17/08/2022 17h02

Sede da Prefeitura do Rio de Janeiro Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

Mais de 48 horas após um ataque de hackers, o DataCenter da Prefeitura do Rio de Janeiro segue fora do ar por medida de segurança. O crime cibernético, que ocorreu na madrugada de segunda-feira (15), é investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). Ainda não há previsão para a retomada do sistema.

Na madrugada desta quarta-feira (17), os técnicos da Empresa Municipal de Informática (IplanRio) reassumiram o controle da administração e dos sistemas de rede. Ainda assim, os serviços seguem offline.

Um das funções afetadas por causa do bloqueio de acesso aos dados foi a publicação do Diário Oficial do município, que deve ter nova edição nesta quinta-feira (18). A prefeitura ressalta que o Centro de Operações, o 1746 e o aplicativo Táxi.Rio operam normalmente.

A orientação aos servidores é não utilizar desktops conectados na rede até que o sistema seja restabelecido. Outra precaução recomendada é sobre usar máquinas conectadas a seus aparelhos móveis. O veto temporário é para evitar que o vírus contamine outros aparelhos ou máquinas.
Além disso, a prefeitura informou que os emails corporativos podem ser usados, mas nenhum link deve ser aberto, assim como anexos do email RIOEDUCA.

CADÚNICO E NOTA CARIOCA NO PAPEL
Nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), não está sendo possível fazer a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico). Por causa da queda dos sistemas, só 70 pessoas da fila no CRAS de Guaratiba, na Zona Oeste, foram atendidas, e de maneira manual. A informação foi divulgada pela TV Globo.

Sistemas da Secretaria municipal de Fazenda, como a emissão da Nota Carioca (nota fiscal eletrônica do município) e a arrecadação do IPTU, também foram retirados do ar. Segundo a pasta, o intuito é preservar a integridade dos dados. Ainda de acordo com a secretaria, a arrecadação não deve ser afetada com a paralisação.

A prefeitura também informou que os contribuintes que recolhem o Imposto sobre Serviços (ISS) e que usam o sistema da Nota Carioca devem emitir um Recibo Provisório de Serviço (RPS), obtido virtualmente ou em papelarias, e realizar a substituição posteriormente.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.