Leia também:
X Vacinação em massa é principal política econômica, diz Guedes

Guedes diz que economia “está de novo em rota surpreendente”

Ministro ressaltou que números apontam para um crescimento acima do que era esperado por organismos internacionais

Paulo Moura - 31/05/2021 14h16 | atualizado em 31/05/2021 14h24

Ministro da economia Paulo Guedes
Ministro da economia, Paulo Guedes Foto: Alan Santos/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, ressaltou que o governo e o mercado estão revendo as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2021, e destacou que a economia está em uma “rota surpreendente”. A declaração foi dada nesta segunda-feira (31) durante o Fórum de Investimentos Brasil 2021 (BIF), um evento internacional sobre atração de investimentos.

– A economia brasileira está de novo em uma rota surpreendente. Está dando indicações de que pode crescer bem acima dos 3,4% este ano. As revisões do mercado para crescimento estão acima de 4% e há quem preveja 5% – disse.

O ministro disse ainda que organismos internacionais erraram em previsões de crescimento do Brasil em 2020 e “parece” que se equivocarão de novo em 2021″. Na terça-feira (1°), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai divulgar o resultado do PIB do primeiro trimestre.

Mais uma vez, o ministro apontou que o governo poderá estender o programa de auxílio emergencial, mas apenas se a pandemia se mantiver forte, com aumento de números de mortes em ascensão. Assim como em outras ocasiões, ele ponderou nesta segunda-feira que é preciso resguardar a geração futura sem que se deixe um aumento exagerado da dívida.

Guedes declarou também que o governo está revendo sua projeção de déficit primário neste ano de 3,5% para abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB). No evento com investidores internacionais, ele alegou que os gastos extraordinários estão sendo “gradualmente removidos” e o país está voltando à “trajetória de controle e responsabilidade nas contas públicas”.

– Não faltarão recursos para importação de vacina e produção local de imunizantes. Teremos produção própria de vacinas e aceleramos a importação do exterior – ressaltou Guedes.

Leia também1 São Paulo usa verba recuperada da corrupção na Saúde
2 Manifestantes contra o aborto realizam protestos na Croácia
3 Saiba o que é a "xepa da vacina" e como funcionam as inscrições
4 Maria e Whindersson sobre bebê: "Para sempre meu maior amor"
5 Usinas inoperantes custariam R$ 8,7 bilhões ao consumidor

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.