Leia também:
X Governador do Amazonas volta a ser alvo de operação da PF

Grupo de médicos repudia CPI e defende Dra. Nise Yamaguchi

Movimento Médicos Pela Vida, que defende o tratamento precoce contra a Covid-19, afirmou que houve falta de respeito com a imunologista

Paulo Moura - 02/06/2021 09h14 | atualizado em 02/06/2021 09h48

Dra. Nise Yamaguchi foi ouvida pela CPI da Pandemia Foto: Agência Senado/Leopoldo Silva

O grupo Médicos Pela Vida, movimento que defende o tratamento precoce contra a Covid-19, emitiu uma nota de repúdio à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, por conta da conduta adotada por alguns senadores contra a imunologista Nise Yamaguchi, que foi ouvida pelo colegiado na terça-feira (1°). No comunicado, o grupo afirmou que houve “falta de respeito” contra a médica.

– Apesar da dedicação, da disposição em contribuir com a comissão e enriquecer o debate neste período de busca por soluções e combate à Covid-19, [alguns senadores] têm demonstrado, no mínimo, total falta de respeito à Dra. Nise Yamaguchi, à sua trajetória de 40 anos dedicados à saúde e à ciência, em defesa da vida. Uma atuação reconhecida mundialmente e que foi desconsiderada pela CPI – apontou a nota.

O movimento citou a postura adotada por alguns senadores de interromper as falas da médica, o que a impediu de concluir raciocínios em algumas respostas dadas por ela. Ainda de acordo com o grupo, o ato foi uma ação “aparentemente orquestrada por alguns senadores, sem precedentes”.

– Não é a primeira vez que uma “Mulher Médica” é tratada de forma imprópria nesta CPI. Uma conduta seletivamente negativa, mirando não o bem do país, mas um resultado previamente programado – denunciou o grupo.

Por fim, o Médicos Pela Vida ressaltou que Nise não foi tratada como convidada pelo colegiado, mas como testemunha, em ataques que foram feitos “desconsiderando-se a sua brilhante carreira” no que foi classificado pelo grupo de “politização da medicina”.

– Isso mostra o risco da politização da medicina, que precisa manter os debates das questões médicas em ambiente técnico e jamais suprimir um lado, mesmo que esse contrarie interesses políticos – finalizou.

Leia também1 Governador do Amazonas volta a ser alvo de operação da PF
2 Aziz divulga novo calendário da CPI. Queiroga depõe no dia 8
3 Em CPI, Nise manifesta repúdio a senadores: 'Me senti agredida'
4 Senador critica tratamento dado a Nise Yamaguchi na CPI
5 Senado: Marcos Rogério é o relator da MP da Eletrobras

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.