Leia também:
X Apoio popular ao voto auditável sobe para 46%, aponta pesquisa

Governo zera imposto para exportação de armas e munições

Medida abrange países da América do Sul e da América Central

Pierre Borges - 27/07/2021 14h48 | atualizado em 27/07/2021 15h31

Facilitação ao acesso às armas é pauta defendida pelo presidente Jair Bolsonaro Foto: Reprodução

O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex/Camex) zerou o imposto de exportação das armas e munições brasileiras para a América do Sul e a América Central. A decisão foi publicada na edição desta segunda-feira (26) do Diário Oficial da União (DOU).

A medida entra em vigor na próxima semana e anula a tarifa de exportação, sob a alíquota de 150% e foi decidida em uma reunião do comitê realizada no dia 14 de julho.

A facilitação ao acesso às armas é pauta defendida pelo presidente Jair Bolsonaro desde sua campanha eleitoral para a presidência. Após eleito, ele chegou a editar decretos, normas e projetos encaminhados ao Congresso Nacional para facilitar o porte de armas no Brasil.

A Camex já havia zerado a alíquota de importação para revólveres e pistolas desde o dia 1º de janeiro deste ano. A tarifa, até então, era cobrada em 20%.

Leia também1 Apoio popular ao voto auditável sobe para 46%, aponta pesquisa
2 Justiça do RJ rejeita 4º recurso do PSOL contra Carlos Bolsonaro
3 Polícia Legislativa conclui as investigações sobre caso Joice
4 “Sem comentários”, diz Mourão após fala de Bolsonaro sobre ele
5 Estatal chinesa assume maior empresa de energia do Chile

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.