CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Problema no site do Sisu deixa dados privados expostos

‘Governo não vai interferir na investigação do caso de Flávio’

Declaração foi dada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro

Henrique Gimenes - 24/01/2019 14h43 | atualizado em 24/01/2019 17h30

Ministro Sérgio Moro diz que governo não vai interferir nas investigações do caso de Flávio Bolsonaro Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou, nesta quinta-feira (24), que o governo não irá intervir nas investigações do caso envolvendo o senador eleito Flávio Bolsonaro. A declaração foi dada durante uma entrevista à agência Reuters.

Moro viajou para Davos, na Suíça, para participar do Fórum Econômico Mundial. De acordo com o ministro, as investigações ainda estão no estágio inicial e sendo conduzidas pelos promotores do Rio de Janeiro.

– Essa é uma investigação preliminar, não há nada conclusivo sobre isso e no momento o caso está nas mãos dos promotores estaduais. Então, eles estão fazendo seu trabalho de maneira normal. O governo nunca vai interferir no trabalho dos investigadores ou no trabalho com promotores – ressaltou.

O nome de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, apareceu em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) com movimentações financeiras “atípicas”. De acordo com o documento, a movimentação de R$ 1,2 milhão na conta do ex-assessor era incompatível com seus rendimentos. O Conselho também identificou 48 depósitos de R$ 2 mil feitos na conta do parlamentar entre junho e julho de 2017.

De acordo com o Ministério Público, outros deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) também estão sendo investigados.

Leia também1 Bolsonaro: "A pressão contra Flávio é para me atingir"
2 Flávio Bolsonaro: "Sou vítima de campanha difamatória"

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo