Leia também:
X PGR pede ao STF que espere fim da CPI para investigar Bolsonaro

Governo federal demite diretor acusado de cobrar propina

Decisão foi tomada na noite de terça-feira e publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial

Pleno.News - 30/06/2021 08h42 | atualizado em 30/06/2021 10h37

Roberto Ferreira Dias foi demitido ainda na noite de terça-feira Foto: PR/Anderson Riedel

O diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, foi demitido do cargo. A decisão foi tomada pelo governo, ainda na terça-feira (29), após ser noticiado que Ferreira Dias foi acusado por Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que se apresenta como representante da Davatti Medical Supply, de cobrar propina em uma negociação de doses da vacina da AstraZeneca.

Em nota, o Ministério da Saúde confirmou a exoneração do diretor. A edição desta quarta-feira (30) do Diário Oficial da União (DOU) traz a saída de Ferreira Dias do cargo. Ao jornal Folha de São Paulo, Dominguetti disse ter recebido de Ferreira Dias o pedido de propina de 1 dólar (R$ 4,96) para cada dose da vacina AstraZeneca adquirida pelo governo.

A AstraZeneca nega, porém, que a Davatti a represente. A empresa americana já chegou a ser desautorizada pela farmacêutica no Canadá. A empresa Davatti buscou a pasta para negociar 400 milhões de doses da vacina AstraZeneca com uma proposta feita de 3,50 dólares (R$ 17,35) a cada dose, valor que foi revisado para 15,50 dólares (R$ 76,83).

Entretanto, reportagens publicadas na imprensa mineira recentemente indicam que a Davatti pode estar fraudando o processo de aquisição de imunizantes. A empresa teria negociado com várias prefeituras, com o objetivo de conseguir uma carta de intenção demonstrando interesse na compra de vacinas da AstraZeneca. Porém, depois de conseguir a carta, as conversas emperraram.

*AE

Leia também1 Receita paga nesta quarta-feira o 2° lote de restituição do IRPF
2 PGR pede ao STF que espere fim da CPI para investigar Bolsonaro
3 Justiça manda SBT dar direito de resposta a vereador conservador
4 China ordena "caçada" a livros sobre religião, diz site
5 Randolfe diz que "Bolsonaro já é o centro das investigações"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.