Leia também:
X Para Fábio Faria, Sergio Moro é “Bangu no meio de Fla-Flu”

Governo decide adiar restrições para viajantes não vacinados

Decisão foi após ataque hacker sofrido pelo site oficial do Ministério da Saúde

Monique Mello - 10/12/2021 13h29 | atualizado em 10/12/2021 13h53

Rodrigo Cruz conversou com a imprensa Foto: Reprodução/CNN Brasil

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, acaba de anunciar, nesta sexta-feira (10), que a portaria que exige comprovante de vacinação para os viajantes que chegam ao Brasil será postergada até o dia 18 de dezembro.

– Estive na Casa Civil, e a gente vai postergar a vigência da portaria que trata das fronteiras, em especial aqueles itens que falam sobre apresentação de certificado de vacinação ou, em caso contrário, cumprimento da quarentena – disse Cruz, em coletiva de imprensa.

O anúncio foi feito após o site oficial do Ministério da Saúde sofrer um ataque hacker na madrugada desta sexta. Todos os portais da pasta, como o Conecte SUS e o Portal Covid também foram afetados.

– O trabalho [é] do time do DataSUS, que está avaliando toda essa questão de restabelecimento da base de dados. A gente ainda não tem um prazo concreto. Mas, por precaução, a gente vai publicar uma portaria hoje postergando por sete dias o início da vigência das regras que estão postas. Iniciariam a vigorar amanhã, sábado [11]. Então, passarão a vigorar no próximo sábado [18] – explicou.

A exigência para viajantes começaria a partir deste sábado (11). Os não vacinados que entrassem no Brasil teriam que cumprir quarentena de cinco dias, em casa ou em hotel.

– Eventualmente tem alguém que já esteja no exterior, e esse alguém que já esteja no exterior não teria a possibilidade, por exemplo, de conseguir resgatar esse certificado [em papel, emitido por posto de saúde]. Então, para não prejudicar o brasileiro que já está no exterior, foi uma medida de precaução estender [adiar] por mais sete dias essa vigência da portaria – completou o secretário.

 

Leia também1 PTB vai ao STF contra passaporte da vacina em 6 estados e no Rio
2 Marcelo Queiroga diz que dados não serão perdidos após ataque
3 Lula e Aziz, ex-presidente da CPI da Covid, combinam encontro
4 Covid: Desvio de verbas da União pode chegar a R$ 300 milhões
5 Bolsonaro diz que Caiado mente sobre o preço dos combustíveis

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.