Leia também:
X Prefeito de cidade no RS é morto a tiros dentro da Prefeitura

Transição de Lula vai destravar acesso a recursos da Rouanet

Ex-ministro da Cultura, Juca Ferreira, deu declarações nesta quinta-feira

Pleno.News - 24/11/2022 15h30 | atualizado em 24/11/2022 16h42

Governo de transição de Lula vai destravar acesso a recursos da Lei Rouanet Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Nesta quinta-feira (24), o ex-ministro da Cultura, Juca Ferreira, que compõe a equipe de transição do governo Lula na área cultural, disse que o grupo vai recomendar o destravamento da principal lei de incentivo à cultura no país, a Lei Rouanet. Também há ações planejadas para reativar o fundo de incentivo ao setor audiovisual.

– A Lei Rouanet está emperrada, houve uma regulação dos itens absolutamente imprópria e está sendo feito levantamento, mas já é certo que vamos desobstruir tanto a Lei Rouanet como o fundo setorial do audiovisual. Uma das funções dessa comissão é justamente apontar o que está travado e precisa ser desobstruído – disse Ferreira.

Ele deu declarações ao chegar ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Segundo o ex-ministro, o levantamento já realizado aponta que há muitos processos em andamento na Secretaria da Cultura e para os quais falta apenas a última assinatura para que seja autorizado.

– Já está aprovado e tudo e já tem mais de um ano ali parado. Então, uma das missões do grupo de transição é apontar para o futuro ministro ou ministra o que precisa ser desobstruído, tanto com a lei como com o fundo setorial do audiovisual – pontuou.

A avaliação do grupo de cultura é de que será preciso reajustar valores de incentivos já aprovados, mas que não foram liberados.

– Houve um processo consciente e proposital de depreciação da cultura em geral. Extinguiram o Ministério da Cultura, esvaziaram vários órgãos, Cinemateca. Com a Fundação Palmares, fizeram com requinte de crueldade. Será a reconstrução do sistema de cultura, do sistema público, em geral – destacou.

O ex-ministro reconhece que, apesar do planejamento, a fase atual é de escassez de recursos para todas as áreas e a cultura, em especial, acaba sendo uma das primeiras a sofrerem as consequências.

– Vamos sugerir. Houve uma redução do orçamento. A situação não é boa, todo mundo sabe, não é nenhuma novidade. Propositalmente, o atual governo declarou guerra à cultura, extinguiu ministério, tentando recriar um sistema de censura e obstruindo as fontes de financiamento dos artistas e para a área cultural em geral. Tudo isso vai ser restabelecido rapidamente.

*AE

Leia também1 MP aciona o TCU para apurar gastos de ação do PL sobre urnas
2 STF julga se o Dia da Consciência Negra será feriado em São Paulo
3 Zambelli vence processo contra deputadas que defendem aborto
4 Mourão fala em autoritarismo de Moraes: "Hora de reagir"
5 Sem Lula, Alckmin e Gleisi terão momento de pipoca e guaraná

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.