Leia também:
X Jair Bolsonaro irá a Manaus para entregar casas populares

Em nota, governo brasileiro comenta situação no Afeganistão

Texto foi divulgado nesta segunda-feira

Pleno.News - 16/08/2021 20h19 | atualizado em 16/08/2021 20h26

Talibã tomou o poder em Cabul Foto: EFE/EPA/STRINGER

Nesta segunda-feira (16), o Ministério das Relações Exteriores divulgou uma nota a respeito da situação no Afeganistão, que foi ocupado pelo talibã depois que as tropas americanas deixaram o país.

O texto destaca que o “governo brasileiro expressa sua profunda preocupação com a deterioração da situação no Afeganistão e as graves violações dos direitos humanos”.

O Brasil disse esperar “o rápido engajamento das Nações Unidas para o estabelecimento de canais de diálogo”.

Leia a nota completa, abaixo:

O governo brasileiro expressa sua profunda preocupação com a deterioração da situação no Afeganistão e as graves violações dos direitos humanos.

Manifesta, igualmente, apreensão com o aumento da instabilidade na Ásia Central e seu potencial impacto em outras regiões.

O Brasil espera o rápido engajamento das Nações Unidas para o estabelecimento de canais de diálogo e espera que o Conselho de Segurança possa atuar para assegurar a paz na região. É essencial assegurar a atuação plena da Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA).

O Governo brasileiro conclama os atores envolvidos a proteger os civis, respeitar o Direito Internacional Humanitário, garantir o acesso desimpedido da ajuda humanitária e respeitar os direitos fundamentais do povo afegão, em especial de mulheres e meninas.

É necessário preservar os ganhos obtidos nas últimas décadas em matéria de proteção de direitos humanos, fortalecimento da democracia e desenvolvimento socioeconômico no Afeganistão.

Não há registro de brasileiros atualmente residindo ou em trânsito no Afeganistão. Os telefones de plantão da Embaixada do Brasil no Paquistão (+92 300 8525941), que tem a jurisdição consular sobre o território afegão e da Divisão de Assistência Consular do MRE (+55 61 98197-2284) estão disponíveis para qualquer nacional que se encontre no país e necessite urgentemente de auxílio.

Leia também1 Malafaia lamenta situação no Afeganistão e critica Biden
2 Jordy relembra: Felipe Neto elogiou decisão de Biden sobre retirada de tropas
3 Mesmo após caos, Biden diz que retirada das tropas foi o correto
4 Possíveis membros do Talibã são mortos após confronto armado
5 ONU pede que países se unam para 'suprimir' talibã

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.