Leia também:
X Pandemia: Região do ABC decide antecipar feriados municipais

Diplomatas de Maduro têm até 2 de abril para saírem do Brasil

Governo de Jair Bolsonaro não reconhece Maduro como o presidente legítimo da Venezuela

Pleno.News - 22/03/2021 19h57 | atualizado em 22/03/2021 20h14

Governo Bolsonaro ‘manda’ diplomatas de Maduro saírem do Brasil até o dia 2 de abril Foto: Arte/Pleno.News

O governo brasileiro deu um ultimato para que os diplomatas do governo da Venezuela, de Nicolás Maduro, saíam do país. Der acordo com notificação feita pela Polícia Federal (PF), eles deverão deixar o Brasil até o dia 2 de abril. A informação foi dada pela colunista Bela Megale, do jornal O Globo.

A medida ocorre porque o governo brasileiro não reconhece Maduro como presidente da Venezuela, e sim Juan Guaidó. No entanto, a defesa dos diplomatas pretende acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para que eles possam continuar no Brasil.

Ao veículo, o advogado deles, Marcos Rogério de Souza, lembrou que o ministro Luís Roberto Barroso já havia dado uma decisão pela permanência dos diplomatas.

– Em maio [de 2020], o ministro autorizou a permanência dos diplomatas venezuelanos em razão do estado de calamidade pública. A questão central que abordaremos é que hoje essa situação pandêmica foi agravada – apontou.

O Itamaraty informou que “não houve expulsão desses cidadãos, mas sim a determinação para que eles regularizem a situação migratória”. Além disso, apontou ainda que eles podem continuar no Brasil se estiverem com os documentos regularizados, mas que não podem atuar como representantes diplomáticos e consulares da Venezuela.

Leia também1 Maduro culpa variante brasileira e decreta 'quarentena radical'
2 Bolsonaro: "Vamos destruir o vírus, não atacar o governo"
3 Oposição condena mortes de militares e culpa Maduro
4 “Se ficar em lockdown 30 dias e acabar com vírus, eu topo”
5 Bolsonaro comemora resultado da arrecadação de impostos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.