Leia também:
X Salles rebate Joe Biden e fala em “hipocrisia internacional”

Governo Bolsonaro cria o Prêmio Nacional de Valorização da Vida

Iniciativa foi assinada pelo Ministério do Turismo e pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Henrique Gimenes - 30/09/2020 21h46

 

Governo Bolsonaro cria o Prêmio Nacional de Valorização da Vida Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (3), os ministros do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, assinaram uma portaria para a criação do Prêmio Nacional de Valorização da Vida. A iniciativa tem por objetivo reconhecer, incentivar e premiar projetos artísticos e culturais que tratam do tema.

A ideia é que o prêmio seja concedido anualmente e que sensibilize a população nas questões relacionadas à prevenção de automutilação e do suicídio. Ao falar sobre a portaria, a ministra Damares Alves que a ideia é dar um incentivo aos artistas.

– Estava na hora da vida ser protagonista. Ela tem que estar no palco, tem que estar na música, nas rodas de conversas, tem que ter vida. A gente vem para incentivar os artistas. O Brasil tem tanto talento, e vamos incentivar eles a falarem de valorização da vida e o fortalecimento de vínculos familiares – explicou.

O secretário Especial da Cultura, Mário Frias, também participou da cerimônia e falou sobre a promoção da vida.

– Espero que com esse prêmio a gente consiga valorizar a nossa história, a presença de Deus. Que consigamos fazer do prêmio uma celebração da vida, que a gente consiga falar das pessoas que a comemoram – destacou.

 

Leia também1 Governo irá prorrogar corte de jornada e salário até dezembro
2 Web se une e manda recado: #ConservadorNoSupremoJá
3 "Se a imprensa está batendo, estamos no caminho certo"
4 Jair Bolsonaro indica dez novos vice-líderes de governo
5 Bolsonaro rejeita ajuda de Biden: "O Brasil não aceita subornos"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.