Leia também:
X SP vê transmissão da Covid-19 em alta, sob risco de colapso

Governo acionará térmicas sem contrato contra o racionamento

Ministério de Minas e Energia prepara uma medida sobre o tema

Pleno.News - 29/05/2021 14h56 | atualizado em 29/05/2021 14h57

Governo acionará térmicas sem contrato contra o racionamento Foto: Reprodução

Em um esforço para evitar um risco de racionamento de energia no Brasil, o Ministério de Minas e Energia prepara uma medida para permitir a contratação de térmicas sem contrato. Uma portaria sobre o assunto deve ser publicada nos próximos dias.

Chamadas de térmicas “merchants”, essas usinas vendem energia no mercado de curto prazo. Atualmente, diversas delas estão sem contrato e com suas operações suspensas. A ideia do governo é integrar as usinas ao sistema elétrico brasileiro, de modo que se possa gerar energia para o país enquanto se economiza água nas barragens.

Ao jornal Folha de S.Paulo, a secretária-executiva do Ministério de Minas e Energia, Marisete Pereira, informou que o governo já vinha tomando medidas contra um possível racionamento desde o ano passado.

– Estamos tomando medidas desde outubro do ano passado. A gente já vinha acionando as térmicas. Estamos muito atentos – apontou.

Com a portaria, o governo pretende oferecer uma melhor remuneração para essas usinas e permitir que o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) acione as térmicas sempre que achar necessário.

Leia também1 Contra apagão, Bolsonaro edita decreto para energia reserva
2 Prepare o bolso! Aneel aciona bandeira vermelha 2 para junho
3 Setor elétrico faz pente-fino em térmicas contra o racionamento
4 Para secretário, solução da crise hídrica é privatizar Eletrobras
5 Crise hídrica: Governo tenta evitar racionamento de energia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.