Leia também:
X Rio de Janeiro investiga caso suspeito de varíola dos macacos

Gleisi Hoffmann volta a falar em impeachment de Jair Bolsonaro

Presidente nacional do PT comentou suposto pedido de Bolsonaro a Joe Biden por "ajuda" nas eleições

Henrique Gimenes - 12/06/2022 16h59 | atualizado em 13/06/2022 10h47

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

Neste domingo (12), a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), deputada Gleisi Hoffmann (PR), voltou a defender o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. O posicionamento ocorre após a imprensa divulgar a notícia de um suposto pedido feito por Bolsonaro ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Segundo a agência de notícias Bloomberg, o presidente brasileiro teria pedido ajuda a Biden para derrotar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições deste ano. A solicitação teria ocorrido durante o encontro entre Bolsonaro e o presidente dos EUA na última quinta (9).

O comentário de Gleisi foi uma resposta ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que disse que o suposto pedido era um “crime de alta traição à pátria”.

– Em qualquer lugar do mundo, pedir a intervenção de uma nação estrangeira em assuntos internos é crime de alta traição à pátria! – apontou.

– É humilhante para o Brasil ter um presidente que pede ajuda aos EUA p/ganhar eleições. Pediu um golpe! Despreza a soberania popular. O q está negociando o vadio do Bolsonaro em troca desse apoio?! Tem razão, senador Randolfe, é caso de impeachment – destacou.

Leia também1 Empresa contratada pelo PL diz que urnas podem ser fraudadas
2 Presidente Bolsonaro deseja feliz dia dos namorados a todos
3 "Bolsonaro argentino" está em São Paulo para o CPAC Brasil
4 Luciano Hang rebate Miriam Leitão: “Vá para Venezuela”
5 Reverendo Franklin Graham leva esperança ao povo do Rio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.