Leia também:
X Bolsonaro detona a Globo por “festejar” 100 mil mortes

Gilmar quer julgar suspeição de Moro “assim que possível”

Processo foi aberto após recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Henrique Gimenes - 09/08/2020 18h20 | atualizado em 09/08/2020 20h10

Ministro Gilmar Mendes, do STF Foto: STF/Rosinei Coutinho

Uma notícia ruim para o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro. O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), quer julgar o quanto antes a ação de suspeição de Moro na condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato. A informação foi dada pela Revista Época.

De acordo com o veículo, Mendes, que é presidente da Segunda Turma da Corte, quer pautar o processo “assim que possível” para que o ministro Celso de Mello tenha tempo de votar antes de sua aposentadoria.

Além disso, Gilmar Mendes quer que a sessão de votação ocorra de maneira presencial e não por videoconferência, medida que foi adotada devido à pandemia de coronavírus. De acordo com o portal Uol, o ministro quer o julgamento presencial devido à complexidade do tema.

O julgamento ocorrerá após um pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Lula, que pediu a anulação das condenações após o vazamento de conversas de Moro e procuradores.

Leia também1 Gilmar Mendes manda soltar Alexandre Baldy
2 PGR recorre ao STF para ter acesso a dados da Lava Jato
3 STF: Moraes mantém quebra de sigilo de parlamentares
4 STF arquiva ação de deputada petista contra Augusto Aras
5 Bolsonaro fala do desemprego e critica medidas de lockdown

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.